Details

Avaliação da gestão ambiental da carcinicultura marinha no estado do Ceará: estudo de caso.

by Feitosa, Rommel Darlan

Abstract (Summary)
As informações técnicas e científicas sobre o estado atual da administração ambiental em empreendimentos de carcinicultura no Brasil é insipiente e restrita as exigências legais do processo de licenciamento ambiental e aos efeitos dos impactos ambientais ocasionados pela atividade. Para avaliar da gestão ambiental da carcinicultura marinha no Estado do Ceará, fez-se um estudo de caso da fase de engorda numa fazenda de grande porte (área superior a 50 ha), no município de Aracati, Estado do Ceará. O objetivo da pesquisa consistiu em estudar as práticas adotadas pela fazenda, os fatores determinantes da adoção das práticas, o grau de conformidade com o Código de Conduta da Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC), o grau de conformidade com os componentes da norma NBR ISO 14001. As práticas foram identificadas através um questionário preliminar com 358 questões e a ferramenta de auditoria ambiental nos seguintes elementos da administração da fazenda: controle gerencial, gestão dos efluentes e gestão dos resíduos. Com base nos resultados, foram catalogadas 114 práticas de gestão ambiental inerentes à atividade de carcinicultura, que foram caracterizadas de acordo com cada componente da norma NBR ISO 14.001: Política Ambiental, Planejamento, Implementação e Operação, Verificação e Ação Corretiva e Análise Crítica. Em cada componente, também foi verificado o grau de conformidade da empresa. Foram identificadas 114 práticas de gestão ambiental inerente à atividade de carcinicultura, sendo adotadas 29 práticas (25,44%). Em cada componente da norma NBR ISO 14.001 o grau de conformidade foi de: Política Ambiental ? 42,86%; Planejamento ? 27,66%; Implementação e Operação ? 22,50%; Verificação e Ação Corretiva ? 18,75%; e Análise Crítica ? 25,00%. Os fatores de adoção das práticas de gestão ambiental em cada componente da norma NBR ISO 14.001 foram: Política Ambiental ? Econômico; Planejamento ? Econômico; Implementação e Operação ? Exigência Legal; Verificação e Ação Corretiva - Conhecimento Técnico; e Análise Crítica ? Econômico. Quanto aos fatores na não adoção de práticas de gestão ambiental o Conhecimento Técnico foi o principal, exceto no componente Implementação e Operação que o principal fator foi o Econômico. Na avaliação de conformidade com o Código de Conduta da ABCC, foram avaliadas 59 diretrizes do código, com 69,49% de conformidade, sendo a falta de conhecimento na implementação das diretrizes do código a principal razão para as desconformidades. Constatou-se que a empresa esta consciente que a questão ambiental esta cada dia mais presente em seus processos de produção, principalmente quanto às exigências legais para o funcionamento de suas atividades. Portanto, as práticas por este trabalho identificadas tão somente são adotadas principalmente por exigência do processo de licenciamento ambiental da empresa. Não existindo uma política ambiental da empresa que determine que as interações com meio ambiente façam parte do planejamento das atividades diárias, através de adoção de práticas que possam ir além das exigências legais.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Rogério César Pereira de Araújo

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:OUTROS carcinicultura gestão ambiental práticas ambientais NBR ISO 14.001.

ISBN:

Date of Publication:10/21/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.