Details

A comunidade de esfingídeos (Lepidoptera, Sphingidae) e plantas esfingófilas numa área de cerrado no sudeste do Brasil: biogeografia e associações mutualísticas

by Amorim, Felipe Wanderley

Abstract (Summary)
As mariposas da família Sphingidae estão entre os principais polinizadores em comunidadestropicais. Porém, no bioma Cerrado pouco se conhece sobre a sua distribuição, composição,diversidade, assim como, suas relações com a esfingófila da região. Neste estudo nós descrevemos afauna de esfingídeos e a flora de plantas esfingófilas para uma área de Cerrado no sudeste do Brasil,analisamos o padrão biogeográfico de distribuição das espécies de esfingídeos no Cerrado e naregião Neotropical, avaliamos suas associações com as plantas esfingófilas testando a hipótese deajustamento ecológico, e baseado em análises polínicas, nós descrevemos o padrão da rede deinterações mutualísticas entre ambos os grupos. Foi encontrado um total de 61 espécies deesfingídeos para a região analisada, o que correspondeu mais de um quinto da fauna registrada paratoda América do Sul. A distribuição de espécies foi marcadamente sazonal. A fauna de esfingídeodo Cerrado apresentou maior similaridade com as faunas presentes em ecossistemas florestais nosNeotrópicos. A riqueza de espécies estimada para a área é comparável sugerindo e ocorrência deajustamento ecológico entre esses grupos. Houve um sincronismo fenológico entre a ocorrência dosesfingídeos de probóscides mais longas e a floração das espécies esfingófilas mais especializadas(com longos tubos florais), o que sugere que também há um ajustamento fenológico entre ambos osgrupos. A rede de interações mutualísticas apresentou um padrão altamente aninhado. O Cerradopossui uma riqueza excepcionalmente alta de esfingídeos e sua composição possivelmente éinfluenciada tanto por fatores históricos, como o intercâmbio de espécies com os ecossistemasadjacentes durante as flutuações climático-vegetacionais do Quaternário, quanto pela ocorrência deuma dinâmica constante de migração de espécies entre habitats distintos. Estes processos têmprofundas implicações sobre o ajustamento ecológico de esfingídeos e plantas esfingófilas. Asinterações mutualísticas entre ambos os grupos, aliadas a outras pressões seletivas como acompetição de esfingídeos por néctar, permitiram a evolução e o estabelecimento de padrõesecológicos importantes, como ajustamento na fenologia deste grupo de plantas e de seuspolinizadores.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Ana Angélica Almeida Barbosa; Paulo Eugenio Alves Macedo de Oliveira; Leandro Freitas

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Ajustamento ecológico Redes de interações mutualísticas Plantas - Reprodução Polinização Cerrado Brasil

ISBN:

Date of Publication:02/22/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.