Details

Análise comparativa da eficiência entre as espécies florestais pinus taeda e araucaria angustifolia (bert.) o. ktze no seqüestro de co2 em reflorestamento na Região Sul do Brasil

by Celso, Beloni

Abstract (Summary)
A emissão de gases poluentes e seus efeitos ambientais negativos têm recebido crescente importância nos últimos anos, devido às chamadas mudanças climáticas globais, causadas pelo efeito estufa. Para encontrar soluções, destacamos o Protocolo de Kyoto, onde este motiva a captura dos GEE via reflorestamento, sobretudo com espécies de rápido crescimento. As florestas, além de prover inúmeros benefícios diretos e indiretos ao homem, podem também contribuir decisivamente para reduzir os impactos ambientais do chamado efeito estufa através da fixação de carbono em sua biomassa. Os reflorestamentos possuem grande capacidade de armazenar carbono e, por conseguinte, filtrar a atmosfera, devido à sua capacidade de produção de biomassa em curto lapso temporal. O objetivo deste estudo écomparar estatisticamente, através da ANOVA, o fuste de povoamentos de Araucaria angustifolia e Pinus taeda em diferentes idades quanto à densidade da madeira, volume,biomassa e aos teores de carbono. Os povoamentos de Araucaria angustifolia localizam-se em Caçador/SC e pertencem à empresa MADEPINUS. Os povoamentos de Pinus taeda se localizam em Rio Negrinho/SC e pertencem à empresa Terra Nova Brasil Ltda. Foram comparadas as idades: 19 anos (Araucária) x 18 anos (Pinus); 20 anos (Araucária) x 18 anos (Pinus); 23 anos (Araucária) x 25 anos (Pinus) e 28 anos (Araucária) x 26 anos (Pinus). A comparação do volume demonstrou que o Pinus é superior em produtividade (t/m³) aos 18 anos com (51,61%); 19 anos (42,65%); 20 anos (27,72%) e que a Araucária é superior com (7,96%) aos 23 anos, com 25 anos (8,12%); com 26 anos (19,90%) e com 28 anos (34,54%). A comparação da densidade da madeira demonstrou que o fuste do Pinus com 28 anos é superior em 5,92%. As demais idades não apresentaram diferença significativa. Na comparação da biomassa (Mg/ha) do fuste Pinus foi superior aos 18, 19, 20, 23, 25, 26, 28 anos com 126,17%, 109,82%, 81,13%, 81,58%, 46,59%, 44,78%, 24,98% respectivamente. A comparação dos teores de carbono (%) do fuste demonstrou que a Araucária é superior em todas as idades com: 19 anos, 4,64%; 20 anos, 6,79%; 23 anos, 10,18% e 28 anos, 10,73%
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Roberto Tuyoshi Hosokawa; Jorge Alberto Muller; Nelson Yoshihiro Nakajima

School:Universidade Regional de Blumenau

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:seqüestro de carbono efeito estufa Araucaria angustifolia Engenharias Dióxido carbono; Biomassa; Impacto ambiental

ISBN:

Date of Publication:05/03/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.