Details

Lesões cervicais não cariosas: prevalência, severidade e correlação com fatoresetiológicos

by Leão e, Fernanda Martins

Abstract (Summary)
Este estudo teve por objetivo identificar a presença e a severidade de lesõescervicais não cariosas (LCNCs) e correlacioná-las à ocorrência de contatosdentários prematuros e aos fatores de risco envolvidos em seudesenvolvimento. Foram avaliados 66 pacientes da Universidade Federal deUbrelândia, de ambos os gêneros, com idade de 15 a 70 anos, envolvendo1.863 dentes, os quais foram avaliados por dois examinadores, de acordo comcritérios para identificação de LCNCs, facetas de desgaste e prematuridadesoclusais. Os indivíduos responderam ao questionário com perguntas referentesà idade, gênero, problemas gastrointestinais, uso de medicação,hipersensibilidade dentinária, dieta e hábitos parafuncionais. A avaliação dasfacetas de desgaste realizou-se por meio de inspeção visual clínica das facesoclusais e incisais dos dentes. Na identificação de lesões cervicais, as facesvestibulares e linguais ou palatinas dos dentes foram examinadas com sondaperiodontal posicionada paralelamente ao longo eixo do dente. Os dentes comLCNC foram avaliados quanto à severidade, utilizando-se o Índice de DesgasteDental (IDD) e, posteriormente, foram examinados com relação à oclusão emrelação cêntrica (RC), máxima intercuspidação habitual (MIH) e nosmovimentos excursivos. Dois terços dos indivíduos apresentaram o total de 273lesões cervicais. Quanto à distribuição de lesões por grupo de dentes,apresentaram maior freqüência os pré-molares, seguidos pelos molares emenor freqüência os incisivos e caninos. A mesma tendência foi observadapara as facetas de desgaste. Houve correlação positiva entre a presença deLCNCs e os contatos oclusais parafuncionais. Para os dados obtidos com oquestionário, o teste Qui-Quadrado (?=0,05) demonstrou diferença entre osindivíduos com e sem lesão para idade, hábito parafuncional e sensibilidadedentinária. O IDD mais freqüente foi o que apresentava lesões menores que 1mm. Ao analisar os fatores de risco envolvidos nas lesões cervicais nãocariosas, sugere-se as prematuridades oclusais e os hábitos parafuncionaiscomo os agentes etiológicos com maior potencial para desenvolvê-las.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Marlete Ribeiro da Silva; Sigmar de Mello Rode; Alfredo Júlio Fernandes Neto

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Lesões cervicais não cariosas Força oclusal Dentes - Ferimentos e lesões

ISBN:

Date of Publication:03/14/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.