Details

A (in)discrição: aspectos do decoro em \'Dom Quixote\' de Miguel de Cervantes The (in)discretion: the decorum aspects in Dom Quixote de Miguel de Cervantes

by Tini, Valéria

Abstract (Summary)
Este trabalho tem o objetivo de verificar a presença do conceito de discrição em três capítulos da obra Don Quijote de la Mancha, de Miguel de Cervantes. Tais capítulos estão localizados na segunda parte da obra e se referem aos conselhos dados por Dom Quixote ao seu fiel escudeiro, Sancho Pança, antes que este assumisse seu governo na ilha Barataria. O conceito de discrição é bastante amplo e complexo. Fazem parte dele atitudes morais e sociais que visam a uma adequada atuação social do indivíduo no universo em que ele se encontra. O exercício da discrição requer o conhecimento de alguns elementos que funcionam como uma espécie de pré-requisito para a sua prática. Entre eles estão a prudência, o discernimento, a cultura e a erudição. Contribuem para a apreensão do conceito de discrição os tratados sobre comportamento social dos séculos XVI e XVII, sobre os quais teceremos comentários específicos, relacionando-os, sempre que possível, ao Quixote de Cervantes. Em nossas considerações, também verificaremos a maneira específica como Cervantes trabalha o conceito de discrição em sua narrativa. Por vezes, o autor subverte as regras do decoro literário, promovendo a quebra da rigidez do conceito, utilizando-o de uma maneira que demonstra variedade em sua aplicação.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Maria Augusta da Costa Vieira; Claudio Bazzoni; Gustavo Bernardo Galvão Krause; Maria Augusta da Costa Vieira

School:Universidade de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords: Discrição Dom Quixote Sancho Pança

ISBN:

Date of Publication:03/01/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.