Details

Depressão alastrante cortical em ratos adultos tratados com L-Arginina durante o aleitamento

by Frazão, Marília Ferreira

Abstract (Summary)
Como um precursor essencial para a síntese de moléculas protéicas com grandeimportância biológica, a arginina apresenta marcável versatilidade metabólica eregulatória. O Óxido Nítrico (NO), gerado a partir da arginina, exerce papelmultifuncional no sistema nervoso, incluindo modulação da liberação deneurotransmissores, regulação do fluxo sanguíneo local cerebral e plasticidade sináptica.Estudo recente tem sugerido que a sinalização mediada pelo óxido nítrico está envolvidana depressão alastrante cortical (DA; Wang et al., Neuropharmacol. 44:949-957, 2003).Nós investigamos em ratos o efeito da administração de L-arginina (ARG) combinadoao estado nutricional, durante o período do aleitamento, na propagação da depressãoalastrante cortical (DA), em ratos adultos. Ratos Wistar foram amamentados emninhadas de 6 ou 12 filhotes por mãe (respectivamente N6 e N12). Nesse período osfilhotes receberam, por gavagem, ou solução contendo o aminoácido ARG (5, 10, 20mg/dia respectivamente, durante a primeira, segunda e terceira semana de tratamento),ou L- histidina (HIS ? 7, 14, 28mg/dia respectivamente, durante a primeira, segunda eterceira semana de tratamento) ou água destilada (C). Os pesos corporais foram obtidosnos dias 7/14/21/25/30/60/90 e no dia do registro eletrofisiológico. Os animais foramsubmetidos ao registro da DA, por 4 horas, quando tornaram-se adultos (90 ? 110 dias).A DA foi deflagrada a cada 20 min pela aplicação de KCl a 2%, por 1 min, na região docórtex frontal, e registrada durante 4 horas em 2 pontos do córtex parie tal, através doeletrocorticograma e da variação lenta de voltagem (VLV) que acompanha a DA. Aofinal do registro, foram determinados os pesos encefálicos úmidos. Os animais N12apresentaram pesos corporais e encefálicos menores e velocidades da DA maiores doque os respectivos grupos N6. Aos 90 dias de vida, os animais ARG-N6 apresentarampesos corporais estatisticamente superiores aos dos grupos HIS-N6 e C-N6. Tais achadosnão foram encontrados nos animais desnutridos precocemente. Nos animais N6, mas nãonos N12, os ratos tratados com ARG apresentaram altas velocidades de DA, quandocomparado com o grupo C-N6. Esses dados concluem que: 1) aumento da ninhada de 6para 12 filhotes foi efetivo ao alterar os pesos corporal e encefálico de acordo como jádescrito anteriormente; 2) tratamento precoce com ARG-N6 aumenta a susceptibilidadecortical à DA a julgar pelas altas velocidades, sugerindo a participação desteaminoácido na DA; 3) o déficit nutricional induzido pela condição N12 alterou o efeitoda ARG na DA
Bibliographical Information:

Advisor:Rubem Carlos Araújo Guedes

School:Universidade Federal de Pernambuco

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:depressão alastrante cortical ratos adultos l arginina aleitamento nutricao

ISBN:

Date of Publication:03/31/2004

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.