Details

Vivenciando a gravidez e experienciando a soropositividade para o HIV.

by Paiva, Mirian Santos

Abstract (Summary)
O estudo buscou identificar e interpretar as concepções sobre AIDS, reveladas através das representações sociais de mulheres grávidas soropositivas e seus companheiros. Os eixos teóricos foram a Teoria das Representações Sociais e Gênero. Optou-se pela abordagem qualitativa, por ser capaz de revelar valores, símbolos e representações, permitindo a captação e a valorização das subjetividades. Foram entrevistadas(os) oito gestantes e dois companheiros. A articulação gravidez e soropositividade para o HIV emergiu em três dimensões: o processo de inclusão-exclusão social na saúde reprodutiva, a vulnerabilidade feminina ao HIV/AIDS e o próprio processo de vivenciar a gravidez [representada socialmente como vida] e a soropositividade para o HIV [representada socialmente como morte]. Os resultados revelaram a subalternidade de gênero como determinante da vulnerabilidade à infecção pelo HIV; a vivência da gravidez reforçando a concepção idealizada de maternidade, muito mais valorizada que a soropositividade, chegando a superá-la através da resignificação da doença, das suas conseqüências e do conhecimento da AIDS como uma das formas para o seu enfrentamento. A soropositividade contribuiu para aderência ao tratamento e adoção de medidas preventivas em relação ao agravamento das suas condições de saúde-doença e dos seus filhos em gestação.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Rosa Maria Godoy Serpa da Fonseca; Eleonora Menicucci de Oliveira; Rosa Maria Godoy Serpa da Fonseca; Marli Villela Mamede; Maria Luiza Gonzalez Riesco; Lucila Scavone; Renata Ferreira Takahashi

School:Universidade de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords: gênero mulher e AIDS representação social saúde reprodutiva

ISBN:

Date of Publication:08/15/2000

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.