Details

Universidades empreendedoras: uma análise das universidades do Sistema ACAFE do Estado de Santa Catariana

by Corrêa Riedi, Adriana Maria

Abstract (Summary)
Proliferam, nesta década a emergência de novas instituições de ensino superior (IES) e a expansão das instituições já existentes. Só no Brasil, segundo dados do INEP (2002) instalaram-se nos últimos dois anos, cerca de 14 novas instituições por mês. Nos últimos 5 anos, foram estabelecidas mais instituições de ensino superior no país do que nos 90 anos precedentes. Toda esta exuberância tem seu preço, porém, uma das regras básicas da estratégia de negócios diz que quanto maior for a atratividade do ramo, maior a probabilidade de novos entrantes e mais acirrado o ambiente competitivo. Para exacerbar ainda mais, a globalização insere novos parâmetros de competitividade, qualidade de serviços e demanda de consumidores. Cada vez mais, os consumidores (alunos e sociedade) dos produtos das IES (e consumidores de uma forma geral), tornam-se mais exigentes, conhecem mais seus direitos e usam mais seus privilégios de consumidores. Como cumprir sua missão e aumentar sua atratividade institucional neste ambiente extremamente competitivo em que se encontram as IES? Aumentando o grau de plenitude institucional ou sua capacidade empreendedora, isto é, criando visão, liderança, senso de oportunidade e capacidade organizativa para enfrentar as instabilidades ambientais e a maior exigência de seus usuários. Assim, o objetivo fundamental desta pesquisa é verificar qual o grau de plenitude institucional das Universidades Comunitárias pertencentes ao Sistema ACAFE, usando como referencial o Modelo de Plenitude Institucional de Rodrigues e Tontini (1997). Para tanto, utilizou-se um questionário por meio do qual pode-se identificar mecanismos institucionais de geração e disponibilização de conhecimentos, geração de pesquisa e desenvolvimento e mecanismos de interface de transferência de tecnologias. A pesquisa foi realizada junto às universidades comunitárias (12) do sistema ACAFE, identificando por meio do questionário, o grau de plenitude institucional e nível de empreendedorismo em tais instituições. Os principais resultados desta pesquisa indicam que a geração de tecnologia e sua transferência, de um modo geral, são ainda incipientes; os mecanismos de interface, quando existentes, apresentam-se ainda em estágio embrionário; a grande maioria das universidades, não entendem a pesquisa aplicada e sua transferência, como parte de sua responsabilidade para o desenvolvimento sócio-econômico de sua área de abrangência e do país. As principais conclusões desta pesquisa mostram que as 12 universidades pesquisadas podem ser classificadas, segundo o Modelo referencial usado, como: cinco delas apresentam grau de plenitude incipiente (Disseminadoras); três delas apresentam grau de plenitude moderada (Codificadoras/ Decodificadoras); e quatro delas apresentam grau de plenitude institucional superior (Aplicadoras). Nenhuma delas pode ser ainda classificada como universidade plena, com grau de plenitude máximo (Geradora). Isto indica que a maioria das universidades do sistema ACAFE, de acordo com o Modelo referência, apresentam um grau de empreendedorismo incipiente e mecanismos de interação com a sociedade bastante limitados.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Riccardo Riccardi; Heitor José Pereira; Leonel Cézar Rodrigues

School:Universidade Regional de Blumenau

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Empreendedorismo Universidades e faculdades Sistema ACAFE ADMINISTRACAO Empreendedorismo;Universidades

ISBN:

Date of Publication:

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.