Details

UMA LEITURA DE ISOBEL GUNN DE AUDREY THOMAS NO CONTEXTO DO TRAVESTISMO NO DISCURSO FEMININO

by Garcia, Paula Pich

Abstract (Summary)
O travestismo feminino é um tema recorrente na história da literatura. Contudo, não encontramos tantos estudos quanto a relevância da temática sugere, e a maioria daqueles realizados não leva em consideração o histórico do motivo. Nesse trabalho, percorremos práticas representativas do travestismo feminino na literatura, num estudo diacrônico da figura, delineando um caminho para a investigação da problemática no discurso feminino. O travestismo, no contexto discursivo feminino, significa uma importante estratégia de (des)construção de possibilidades identitárias para o ser mulher.A obra escolhida para analise é o romance Isobel Gunn (1999), da escritora canadense Audrey Thomas. Na proposta artística dessa narrativa, Thomas apresenta técnicas de travestismo que desestabilizam a noção cultural de gênero e agenciam a autonomia identitária do sujeito feminino. Verificamos nesse estudo como o signo do travestismo, inserido em ambiente literário de inter/invenção feminina, realiza relevantes contribuições para o debate crítico feminista atual, dentre os quais estão as relações de gênero, a busca da identidade autêntica, e o papel da narrativa nessas questões. Na leitura do texto, focalizamos os processos de tecnologia de gênero, presentes em Isobel Gunn numa abordagem que aponta possibilidades de interferência e subversão nas suas relações com a visão tradicional. Nosso embasamento teórico ancora-se nas perspectivas dos estudos femininos da contemporaneidade e nos princípios da hermenêutica moderna.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Aimée Teresa González Bolaños; Eliane Terezinha do Amaral Campello; Susana Bornéo Funck

School:Fundação Universidade Federal do Rio Grande

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:estudos de gênero LITERATURAS ESTRANGEIRAS MODERNAS

ISBN:

Date of Publication:10/07/2004

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.