Details

Toxicidade da solda de prata utilizada em ortodontia : estudo quot;in vitroquot; e quot;in situquot;

by Mota Freitas, Maria Perpétua

Abstract (Summary)
Propôs-se neste trabalho avaliar a toxicidade da solda de prata utilizada em Ortodontia por meio do teste de citotoxicidade "in vitro", bem como pela determinação "in situ" da concentração dos íons componentes da solda de prata, liberados na saliva humana. O ensaio de citotoxicidade foi por meio de cultura de fibroblastos, linhagem NIH/3T3, sendo montados 4 grupos (n=10, cada): controle, controle negativo (fio de aço inoxidável), controle positivo (discos de amálgama) e (solda de prata). Após o cultivo das células em meio D-MEM completo e obtida confluência de 80%, a suspensão foi adicionada sobre as placas de 24 poços, contendo os corpos de prova, sendo incubados em estufa a 37ºC, por 24 horas. Após esse período, as placas foram avaliadas em microscópio óptico invertido, fotomicrografadas e os resultados registrados em índices de resposta, a partir de modificações nos parâmetros de Stanford (1980), baseados no tamanho do halo de difusão da substância tóxica e quantidade de lise das células. Os resultados mostraram índice de resposta máximo para o grupo da solda de prata, bem como severa inibição da proliferação e crescimento celular, células mais circulares e, em grande parte, com aspecto escurecido e granular, sugerindo lise com morte celular, resultados comparáveis ao controle positivo. No estudo "in situ", a amostra foi composta por 60 indivíduos entre 8 e 14 anos, divididos em 2 grupos (n=30, cada): controle e teste (necessidade de uso do aparelho de Hyrax). Para análise da liberação dos íons metálicos, foram coletadas amostras da saliva de cada paciente, em 6 tempos, para ambos os grupos: inicial, 10 minutos, 24 horas, 7, 30 e 60 dias pós-instalação do aparelho. A avaliação da saliva foi realizada por meio de Espectrofotometria de Absorção Atômica com Forno de Grafite, determinando-se a concentração dos íons cádmio, cobre, zinco e prata. Para análise estatística, foram utilizados os testes não-paramétricos de Friedman e Mann-Whitney, com plt;0,05. As concentrações iônicas, no grupo controle, mostraram valores baixos para o cádmio, cobre, zinco (pgt;0,05) e, principalmente para a prata, onde não atingiram limite de detecção. No grupo teste, todos os íons mostraram concentrações expressivas aos 10 minutos pós- instalação do aparelho (plt;0,01), maiores médias para o cobre, com tendência à redução após 24 horas. A comparação entre os grupos mostrou diferenças significativas para o cobre (todos os tempos), zinco (10 minutos, 24 horas, 7 e 30 dias) e, para o cádmio, apenas aos 10 minutos. Concluiu-se que a solda de prata representa um material de alta toxicidade para as células estudadas; as diferenças nas concentrações iônicas intragrupos e intergrupos mostraram, nitidamente, a influência das características fisiológicas e metabólicas individuais da cavidade oral humana sobre as ligas utilizadas nos aparelhos ortodônticos e processo corrosivo desencadeado, assim como foi perceptível a grande liberação dos íons, com concentrações elevadas imediatamente após a instalação do aparelho, representando risco de absorção e retenção desses íons pelo organismo humano, apesar da regressão nas concentrações, ainda no período estudado.
Bibliographical Information:

Advisor:Hugo Mitsuo Silva Oshima

School:Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:odontologia ortodontia materiais dentários toxicidade

ISBN:

Date of Publication:05/15/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.