Details

Superficie ovocitária e desenvolvimento inicial de quatro espécies de peixes de interesse comercial da bacia do rio São Francisco

by Sampaio, Kinulpe Honorato

Abstract (Summary)
Em peixes, o desenvolvimento inicial compreende as etapas do ciclo biológico que abrange ovos, embriões e larvas até a reabsorção total do saco vitelínico, sendo importante por fornecer subsídios para aqüicultura, identificação de ovos e larvas na natureza, estudos taxonômicos/filogenéticos e de biologia do desenvolvimento. Características ultra-estruturais dos ovos estão relacionadas aos padrões de comportamento reprodutivo das espécies e acompanha a filogênese, e as moléculas de carboidratos presentes na superfície ovocitária participam nos processos de fertilização e de interação do ovo com o meio. O objetivo do presente trabalho foi analisar comparativamente a superfície e os resíduos de açucares terminais de ovócitos e a morfogênese durante embriogênese e ontogênese larval de Brycon orthotaenia, Leporinus obtusidens, Prochilodus argenteus e Salminus brasiliensis, peixes de interesse comercial da bacia do rio São Francisco. Análises histológicas e histoquímicas de carboidratos mostraram características ovocitárias similares nas células foliculares, zona radiata interna e glóbulos de vitelo. Alvéolos corticais e zona radiata externa foram espécie-específicos quanto à constituição histoquímica. A ultra-estrutura da superfície ovocitária mostrou espécie-especificidade na densidade e distância entre poros-canais da zona radiata de B. orthotaenia, L. obtusidens e S. brasiliensis, presença de rede fibrilar em P. argenteus e micrópilas distintas nas quatro espécies. O desenvolvimento embrionário e a organogênese foram semelhantes, com embriogênese rápida, variando entre 17 h e 21 h em temperatura média de 25 ºC. As larvas recém-eclodidas das quatro espécies são pouco desenvolvidas, com mandíbulas não formadas, olhos despigmentados e saco vitelínico grande. A reabsorção total do saco vitelínico variou de 2 dias após eclosão em S. brasiliensis até 5 dias em L. obtusidens e a abertura da boca precedeu um dia a reabsorção total do saco vitelínico. S. brasiliensis e B. orthotaenia apresentaram similaridades quanto à morfologia de ovos e larvas, tais como pregas no vestíbulo micropilar, órgão adesivo na cabeça das larvas, canibalismo e ultra-estrutura dos neuromastos, provavelmente devido à maior proximidade filogenética entre essas espécies.
Bibliographical Information:

Advisor:Nilo Bazzoli; Claudia Rocha Carvalho; José Enemir dos Santos

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:biologia celular teses peixe ovo larva oogãªnese oã³citos decs

ISBN:

Date of Publication:07/31/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.