Details

Significados e dimensões da leitura-escrita no contexto familiar de crianças de seis e sete anos.

by Queiroz Farias, Maria Cilvia

Abstract (Summary)
Este trabalho relata um estudo de caso realizado com 13 crianças de 6 a 7 anos, que estudam no Núcleo de Desenvolvimento da Criança (NDC), escola de Educação Infantil ligada ao Departamento de Economia Doméstica da Universidade Federal do Ceará (UFC). Pertencentes a famílias que se diferenciam em função do segmento socioeconômico, os sujeitos representam diferentes grupos da UFC: professores, alunos e funcionários de nível superior, médio e apoio. O estudo analisou as relações entre as significações atribuídas pelas famílias à leitura e à escrita e a apropriação, pela criança, deste objeto de conhecimento. Este estudo considera que a criança é sujeita às contradições de uma dupla história - a de suas disposições internas e das condições socioculturais, principalmente advindas da família - espaço histórico e simbólico, onde se entrelaçam as relações e a transmissão cultural entre as gerações. As famílias ao se organizarem materialmente e ao atribuírem significados aos atos de ler e escrever em um determinado tempo e espaço estão contribuindo para a formação de crianças leitoras. Por meio de entrevistas semi-estruturadas realizadas com as famílias e crianças e da observação participante foram obtidos dados a respeito das práticas de leitura e de escrita na família. Utilizando testes de leitura e de escrita, foram diagnosticados os níveis conceituais das crianças em relação à psicogênese da língua escrita. Constatou-se que todas as crianças adquiriram a competência para ler e escrever. Esse sucesso pode ser explicado pelos seguintes fatos: as crianças pertencem a famílias alfabetizadas e letradas; participam ativamente de práticas compartilhadas de leitura e de escrita na família; estão inseridas em um programa escolar que, além de considerar as concepções construídas em ambiente extra escolar, desenvolve atividades de leitura e de escrita, com funções reais, contextualizadas e desafiadoras. Admite-se que a escola cumpriu seu papel de alfabetizar e letrar as crianças, mas diferenças nos níveis conceituais de leitura e de escrita foram registradas. Essas diferenças não se relacionam com o capital econômico (poder aquisitivo da família), nem com o capital institucionalizado (títulos de graduação e de pós-graduação dos pais), nem tão pouco aos bens objetivados (acervo literário). Relacionam-se principalmente com os bens incorporados que se referem às capacidades de apropriação pela criança dos signos culturais existentes e de resignificação destes signos. Como conclusão registra-se que concepções mais elaboradas relacionadas com a leitura e a escrita foram identificadas nas crianças cujas famílias desenvolvem de forma mais intensa e sistemática práticas compartilhadas de leitura envolvendo a literatura infantil.
This document abstract is also available in French.
Bibliographical Information:

Advisor:Grace Troccoli Vitorino; Sylvie Ghislaine Delacours Soares Lins; Fatima Sampaio Silva

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:leitura práticas de Crianças - Livros e Escrita Interesses na

ISBN:

Date of Publication:03/27/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.