Details

Sazonalidade, refrigeração e diferentes tipos de recobrimento na conservação pós-colheita de estacas de cordiline (Cordyline rubra Hügel).

by Sakamoto, Nelson Mamoru

Abstract (Summary)
O mercado mundial de floricultura gera um fluxo de quase US$ 7bilhões anuais, atualmente concentrado em países como Holanda, Alemanha, Itália, Colômbia, Costa Rica, Equador, Quênia, Tailândia, Malásia, Israel e EUA. O Brasil ainda contribui pouco, aproximadamente 0,3% do total, sendo a participação brasileira concentrada na exportação de mudas, bulbos, flores e folhagens tropicais. O Brasil possui grande potencial exportador de flores e plantas ornamentais através da organização dos produtores, profissionalização do setor, apoio governamental e desenvolvimento técnico. O emprego de técnicas simples de armazenamento poderia viabilizar o transporte por modais que não o aéreo, reduzindo custos e podendo prolongar a vida útil dos produtos, criando um diferencial de qualidade em relação aos concorrentes. Este trabalho compara cinco diferentes tipos de recobrimento em estacas de Cordyline rubra Hügel (película amilácea, pasta de parafina no ápice, pasta de parafina no ápice e vermiculita umedecida na base, saco plástico ou sem recobrimento), sazonalidade (estacas coletadas durante primavera ou outono), dois ambientes de armazenamento (ambiente refrigerado a 10ºC ou temperatura ambiente 22-32ºC) e diferentes períodos de armazenamento (30, 60, 90 ou 120 dias), a fim de reduzir sua atividade biológica, perda de água e ataque de patógenos. Foi escolhida esta espécie por ser muito apreciada como planta ornamental devido à beleza de suas folhas, e exportada na forma de estacas de diferentes tamanhos. O experimento foi conduzido nas dependências do Departamento de Produção Vegetal da Escola Superior de Agricultura ?Luiz de Queiroz?, Universidade de São Paulo, no município de Piracicaba, Estado de São Paulo. Foram utilizadas 615 estacas com 30 cm de comprimento por 3 cm de diâmetro. Um lote testemunha sem armazenamento de 15 estacas foi colocado em leito de enraizamento. Cada tratamento foi composto por 30 estacas pré-tratadas (tipos de recobrimento), submetidas a diferentes períodos de armazenamento (30, 60, 90 ou 120 dias), sendo divididos em 2 sub-tratamentos de 15 estacas (temperatura ambiente ou refrigerada), totalizando 120 estacas. Após o armazenamento foram cortados 3 cm da base de cada estaca, em seguida tratadas com IBA a 10.000 mg/L e colocadas em leito de enraizamento. Após 90 dias foram avaliados os seguintes parâmetros: porcentagem de desenvolvimento, número e massas de matéria fresca e seca de brotos, raízes e rizomas. Observou-se que as estacas colhidas na primavera apresentaram melhor enraizamento e produção de massas secas e frescas. Os menores períodos de armazenamento proporcionam melhor desenvolvimento das estacas, bem como estacas armazenadas em ambiente refrigerado apresentaram melhores resultados do que as mantidas em temperatura ambiente. Os tipos de recobrimento que melhor conservaram as estacas, em ordem decrescente de resultados, foram o saco plástico, parafina no ápice e vermiculita umedecida na base, parafina no ápice, película de amido e sem recobrimento. Conclui-se que o método mais prático foi embalar as estacas em sacos plásticos por não necessitar de fonte de calor para o preparo da película. Quanto maiores os períodos de armazenamento, menores desenvolvimentos de brotos, raízes e rizomas; os melhores resultados foram obtidos com estacas colhidas na primavera e armazenadas em ambiente refrigerado.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Roberval de Cassia Salvador Ribeiro; Ana Maria Liner Pereira Lima; Kathia Fernandes Lopes Pivetta; Roberval de Cassia Salvador Ribeiro

School:Universidade de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords: ambiente protegido (plantas) comércio exterior fisiologia pós colheita refrigeração

ISBN:

Date of Publication:06/06/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.