Details

SUSCETIBILIDADE DE Candida spp. RESISTENTES E SENSÍVEISAO FLUCONAZOL FRENTE A ÓLEOS ESSENCIAIS EXTRAÍDOS DECONDIMENTOS

by Pozzatti, Patrícia

Abstract (Summary)
No presente estudo avaliou-se a atividade antifúngica de diferentes óleos essenciais obtidos de plantas tradicionalmente utilizadas como condimentos, frente a isolados de Candida comprovadamente sensíveis e resistentes ao fluconazol. Para tanto, determinou-se a concentração inibitória mínima parcial e total, CIMP e CIMT, respectivamente, bem como a concentração fungicida mínima (CFM) frente as diferentes espécies de Candida. Também foiavaliada a concentração mínima de óleo capaz de inibir a formação de tubos germinativos (CIMTG) em C. albicans e C. dubliniensis sensíveis e resistentes ao fluconazol. As espécies de Candida utilizadas na pesquisa incluíram: Candida albicans, C. dubliniensis, C. tropicalis, C. glabrata e C. krusei. Os óleos essenciais testados foram obtidos de: Cinnamomum zeylanicumBreyn (canela), Lippia graveolens HBK (orégano mexicano), Ocimum basilicum L. (manjericão), Origanum vulgare L. (orégano), Rosmarinus officinalis L. (alecrim), Salvia officinalis L. (sálvia), Thymus vulgaris L. (tomilho) e Zingiber sp. (gengibre). A metodologia empregada foi a microdiluição em caldo, de acordo com o documento M27-A2 do National Committee for Clinical Laboratory Standards (NCCLS, 2002). Para avaliar a inibição da formação de tubos germinativospelos óleos essenciais, utilizou-se o meio sintético Fase M. A composição química dos óleos essenciais foi obtida através de cromatografia gasosa acoplada a um espectrômetro de massas(CG-EM) e através do cálculo do índice de retenção (IR). Os resultados encontrados para os testes de atividade antifúngica foram analisados através do teste estatístico de Mann Whitney. Diante disto, observou-se que os óleos essenciais de manjericão, alecrim e sálvia não evidenciaram atividade antifúngica frente aos isolados de Candida nas concentrações testadas. Entretanto, os óleos essenciais de canela, orégano mexicano, orégano, tomilho e gengibredemonstraram diferentes níveis de atividade antifúngica, sendo o óleo de orégano o mais potente, e o de gengibre, o de menor atividade. Em adição ao amplo espectro de atividadeantifúngica dos óleos essenciais citados, observou-se que concentrações semelhantes de óleo essencial foram capazes de inibir o crescimento fúngico ou de serem fungicidas para isolados originalmente sensíveis e resistentes ao fluconazol. Além disso, alguns dos óleos também demonstraram moderada atividade contra espécies de Candida que naturalmente apresentam elevadas CIMs ao fluconazol, tais como C. glabrata e C. krusei. Todos os óleos essenciais inibiram a formação de tubos germinativos, havendo destaque para o de orégano, e menor inibição pelo óleo de alecrim. Os constituintes majoritários presentes nos óleos essenciais foram: Z-isoeugenol (93,3%) para a canela; carvacrol (56,8%) e o-cimeno (32,2%) para orégano mexicano; linalol (32,22%) e 1,8-cineol (23,61%) para o manjericão; carvacrol (92,6%) para o orégano; 1,8-cineol (28,59%) e cânfora (26,31%) para o alecrim; cis-tujona (40,61%) para a sálvia; g-terpineno (64%) para o tomilho; e zingibereno (20,81%) para o óleo essencial de gengibre. Em conclusão, os resultados permitiram constatar que Candida spp resistentes ao fluconazol, respeitadas algumas particularidades, foram sensíveis aos óleos essenciais que evidenciaram atividade antifúngica.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Sydney Hartz Alves; Berta Maria Heinzmann; Laerte Ferreiro

School:Universidade Federal de Santa Maria

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords: resistência ao fluconazol óleos essenciais

ISBN:

Date of Publication:03/23/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.