Details

Respostas fisiológicas agudas ao treinamento de potência em idosas: um estudo de diferentes protocolos

by da Silva, Rodrigo Pereira

Abstract (Summary)
Objetivo: Este estudo teve como objetivo comparar as respostas fisiológicas agudas do exercício resistido (ER) realizado com alta velocidade de contração muscular de três diferentes protocolos em mulheres idosas sedentárias. Métodos: Participaram do estudo 12 idosas (62,6 ? 2,9) sem qualquer experiência no ER. As respostas fisiológicas da freqüência cardíaca (FC), pressão arterial sistólica (PAS), duplo produto (DP), lactato sanguíneo (LA) e índice de percepção de esforço (IPE) foram avaliadas nos exercícios leg pres 45° e supino horizontal. Os três protocolos utilizados foram: 1) contínuo (PC), 2) descontínuo 5 segundos (PD5) e 3) descontínuo 15 segundos (PD15). O PC consistia em realizar 10 repetições máximas (10RM) de forma ininterrupta. O PD5 e o PD15 eram caracterizados por uma pausa de cinco e 15 segundos entre a quinta e sexta repetições nas 10RM, respectivamente. Na comparação dos valores médios de FC, PAS, DP, LA e IPE entre os PC, PD5 e PD15, utilizou-se a análise de variância fatorial 3 x 4 [tempo (repouso, 1ª, 2ª, 3ª séries) x protocolos (PC, PD5, PD15)] de medidas repetidas (within x within). Para determinar as possíveis diferenças estatisticamente significativas da ANOVA, utilizou-se o teste post-hoc Least Significant Difference (LSD). Resultados: A FC, PAS e DP foram significativamente maiores nas três séries realizadas em relação ao repouso no exercício leg press 45° e no supino horizontal. Na comparação entre os três protocolos estudados a FC, PAS e DP foram significativamente menores nos PD5 e PD15 em relação ao PC nos dois exercícios avaliados. No IPE a 3a série foi significativamente maior que a 2a e a 1a série nos PC, PD5 e PD15. O IPE não apresentou diferenças significativas entre os PC, PD5 e PD15 nos dois exercícios estudados. O LA sanguíneo foi significativamente maior no PC e PD15 em relação ao PD5 no exercício leg press 45°. No exercício supino horizontal o PC apresentou um LA sanguíneo significativamente maior que o PD15. Conclusão: A utilização dos protocolos descontínuos parece proporcionar uma menor sobrecarga cardiovascular e metabólica em relação ao PC no ER realizado com alta velocidade de contração muscular em idosas sedentárias. Porém, o IPE parece não ser sensível aos diferentes protocolos utilizados. Além disso, o PD5, principalmente no exercício de membro inferior, parece ser uma estratégia interessante para a prescrição do ER de potência na população idosa.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Jefferson da Silva Novaes; Francisco Martins da Silva; Martim Bottaro Marques

School:Universidade Católica de Brasília

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:EDUCACAO FISICA protocolo descontínuo contínuo respostas fisiológicas agudas idosas exercício resistido

ISBN:

Date of Publication:12/08/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.