Details

A ESPERANÇA QUE BROTA DA TERRA: A AGRICULTURA CONVENCIONAL PRATICADA NA QUITÉRIA (RIO GRANDE ? RS) E AS POSSIBILIDADES DE MUDANÇA PELOS CAMINHOS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

by Fátima Santos, Maria de

Abstract (Summary)
A presente dissertação de mestrado versa sobre a agricultura convencional praticada na Quitéria e as possibilidades da efetivação da transição agroecológica por meio de um processo educativo e emancipador. A Quitéria é uma localidade do interior da cidade de Rio Grande, de colonização predominantemente portuguesa, onde a atividade econômica principal é a agricultura convencional e familiar. Partimos da análise da crise socioambiental que vivemos para mostrar que a agricultura convencional não pode ser vista de forma isolada,compartimentada ou fragmentada. Ela só pode ser entendida se inserida em um contexto maior de relação conflitual de exploração e dominação dos homens sobre a natureza. Osrecursos naturais são usados sem a preocupação com a sua regeneração/preservação. As práticas agrícolas convencionais levam ao esgotamento dos solos, à destruição da biodiversidade, ao aprofundamento da crise socioambiental e das dificuldades econômicas e sociais das mulheres e homens que vivem no campo. A agricultura sustentável se apresenta como uma alternativa viável para fazer frente à crise que enfrenta a agricultura familiar hoje, além de ser um imperativo em função da necessidade de suplantar a forma de agricultura mecanizada, intensiva e de alto custo que foi solidificada apartir do Pacote Tecnológico da Revolução Verde. Nosso objetivo é discutir, além do que sustenta a agricultura convencional os caminhos que temos para a transição agroecológica, o papel que tem a cumprir tanto os órgão de assistência técnica, os agricultores e agricultoras, quanto os consumidores e todos os demais setores sociais que tem compromisso com a construção de uma sociedade justa e igualitária. A metodologia é entendida, neste sentido, como construção permanente no decorrer de nossa trajetória na busca por refletir acerca do problema de pesquisa. Partindo do estudo de caso, realizando entrevistas semi-estruturadas e observações e procedendo a apreciação dos dados por meio da análise qualitativa textual, A educação ambiental é entendida neste trabalho como educação política, crítica, participativa e emancipatória, inserida no projeto utópico de construção de um outro mundo possível. O dialogo constante e o respeito ao saber de todas as mulheres e homens é condição imprescindível para que possamos consolidar uma transição agroecológica que se paute na construção coletiva e na radicalização da participação de todos, como sujeitos de sua história, construtores da sua existência.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Maria do Carmo Galiazzi; Gomercindo Ghiggi; Humberto Calloni

School:Fundação Universidade Federal do Rio Grande

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:crise socioambiental educação ambiental agricultura convencional sustentável transição agroecológica Quitéria agriculture EDUCACAO

ISBN:

Date of Publication:03/29/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.