Details

Qualidade e atividade antioxidante em frutos de variedades de aceroleira.

by da Silva, Wedja Santana

Abstract (Summary)
A avaliação da qualidade de frutos oriundos de plantas selecionadas pelo programa de melhoramento genético da Embrapa Agroindústria Tropical, visa selecionar plantas com melhor potencial para consumo in natura e processamento industrial. Objetivou-se com este trabalho caracterizar fisicamente, físico-quimicamente e quimicamente frutos de aceroleira oriundos de 19 clones comerciais, avaliando a capacidade antioxidante total (AOT) das suas porções comestíveis. Os frutos foram provenientes de três diferentes campos experimentais, sendo os clones I6/2, Apodi-CL, Okinawa-CL, Cereja, Roxinha, Frutacor, II 47/1, Flor Branca, Barbados, Monami, Sertaneja e Mineira do Campo Experimental de Limoeiro do Norte-CE; os clones AC 69, Okinawa-OU, AC 26, AC 71, Apodi-OU e FP19 do plantio comercial orgânico da Empresa Nutrilite Amway e o clone Flórida Sweet do Campo Experimental de Pacajus?CE. Todos os frutos foram colhidos no estádio de maturação comercial nos respectivos locais, onde foram avaliados quanto à firmeza da polpa, comprimento, diâmetro, cor instrumental L a* b*, peso total, sólidos solúveis (SS), acidez total (AT), pH, relação sólidos solúveis/ acidez total (SS/AT), açúcares solúveis totais (AST), vitamina C total, antocianinas totais, flavonóides amarelos, polifenóis extraíveis totais (PET), carotenóides totais e atividade antioxidante total (AAT). Os pesos apresentaram amplitude entre 2,09 e 14,48g, com média de 6,05g. O comprimento médio foi de 19,73mm e o diâmetro 22,53mm. Os clones que concentraram a maior firmeza, vitamina C, polifenóis totais e atividade antioxidante foram AC 69, Okinawa-OU, AC 26, AC 71, Apodi-OU e FP19. O Flórida Sweet obteve a maior relação SS/AT, seguido pelos orgânicos. O Frutacor e o AC26 apresentaram os maiores teores de carotenóides totais. Os frutos do clone Barbados mostraram a menor atividade antioxidante total. O peso e o tamanho (comprimento e diâmetro) ficaram entre os parâmetros físicos com menor influência de fatores ambientais. Para a vitamina C, polifenóis e atividade antioxidante foram obtidas as maiores variações, tanto residuais quanto genéticas. Os sólidos solúveis, pH, acidez total, relação SS/AT, carotenóides e açúcares totais foram as variáveis que demonstraram as menores influências do ambiente e genética, quando comparadas com as demais. Houve correlação significativa (P amp;#8804; 0,01) entre o peso, tamanho, coordenada a* e b*. Os polifenóis apresentaram correlação positiva (P amp;#8804; 0,01) com a atividade antioxidante total (0,73). A vitamina C parece ter contribuído consideravelmente para essa atividade, apresentado correlação direta (P amp;#8804; 0,01) com os polifenóis (0,87) e com a atividade antioxidante total (0,78). Relação negativa significativa a 1% foi encontrada entre a acidez total e a relação SS/AT. Diante do exposto, como foi observada correlação direta da atividade antioxidante com dois, dos principais grupos de compostos bioativos (polifenóis totais e vitamina C), pode-se inferir que a ação antioxidante dos materiais se deve, basicamente, a esses dois compostos, sem desconsiderar o sinergismo que existe entre todos eles.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:GERALDO ARRAES MAIA; RAIMUNDO WILANE DE FIGUEIREDO; PAULO HENRIQUE MACHADO DE SOUSA; RICARDO ELESBÃO ALVES; Rosimar dos Santos Musser

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:TECNOLOGIA DE ALIMENTOS Acerola qualidade compostos bioativos atividade antioxidante total

ISBN:

Date of Publication:03/28/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.