Details

Projeto Ajude Brasil II: incidência de Aids e mortalidade emusuários de drogas injetáveis

by

Abstract (Summary)
Este estudo apresenta a incidência de Aids e a mortalidade em usuários de drogas injetáveis (UDI) participantes do Projeto AjUDE Brasil II. Uma coorte de 478 indivíduos entrevistados nas cidades de Porto Alegre (RS), São José do Rio Preto (SP) e Itajaí (SC) foi acompanhada nos sistemas de vigilância brasileiros entre 2000 e 2001. Encontrou-se incidência de Aids de 1,1 casos por 100 pessoas-ano e taxa de mortalidade de 2,8 óbitos por 100 pessoas-ano. Casos de Aids ocorreram somente em UDI que relataram compartilhar seringas. Sexo feminino (RR = 5,30), relato de ausência de local para morar(RR = 6,16) e de relações sexuais com pessoas do mesmo sexo (RR = 6,21) estiveram associados à ocorrência de Aids. Relato de ausência de local para morar (RR = 3,00) e de fonte de renda (RR = 2,65), ser HIV soropositivos (RR = 4,52) e nunca ter sido encarcerado (RR = 3,71) se associaram aos óbitos, que ocorreram somente em homens.Esses achados parecem confirmar que diferenças de gênero e condições econômicas são determinantes para a morbimortalidade de UDI brasileiros.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Waleska Teixeira Caiaffa; Fernando Augusto Proietti; Maria Goretti Pereira Fonseca

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Dissertação da Faculdade de Medicina UFMG Síndrome imunodeficiência adquirida/epidemiologia DeCS Abuso substâncias por via endovenosa/mortalidade Fatores risco Estudos coortes Programa troca seringas socioeconômicos Sistemas informação Mulheres Homens

ISBN:

Date of Publication:03/15/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.