Details

PROCESSO DE TRABALHO DA GESTÃO DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: UM ESTUDO DA CONCEPÇÃO DE GESTÃO E DA SUA ARTICULAÇÃO COM AS EQUIPES DE SAÚDE E A COMUNIDADE.

by de Figueiredo, Paula Pereira

Abstract (Summary)
Este estudo tem o objetivo geral de analisar o processo de trabalho dos gestores municipais da Estratégia Saúde da Família (ESF) e a sua articulação com as equipes de saúde e acomunidade no âmbito da Terceira Coordenadoria Regional de Saúde do Rio Grande do Sul (3ªCRS/RS). Estudo de caráter explicativo e transversal, apresentando natureza predominantemente qualitativa. Os dados foram coletados através de entrevista semiestruturada gravada, nos meses de novembro e dezembro de 2006; junto aos gestores da ESF pertencentes a 12 municípios da 3ªCRS/RS, totalizando 15 sujeitos. A análise temática dos dados congregou uma abordagem dialética, seguindo os passos de pré-análise, exploração e tratamento do material e interpretação dos resultados. Os mesmos foram apresentados em três subcapítulos, em que o primeiro relaciona-se às ações desenvolvidas no processo de trabalho da gestão da ESF, sintetizadas em três subtemas: 1) Ações de Organização/Funcionamento da Saúde da Família; 2) Ações de Formação/Educação permanente ou continuada; 3) Ações deMonitoramento e Avaliação. Apreendem-se desse processo de trabalho estudado duas concepções de gestão, sendo que a primeira relaciona-se à gestão clássica/tradicional, em quese destacam a administração de recursos materiais e humanos; a padronização do trabalho; e a imposição de responsabilidades e controle do trabalho. A segunda concepção relaciona-se aos preceitos da co-gestão, em que se agrega o compartilhamento de decisões entre os gestores, as equipes de saúde e os usuários; o respeito à autonomia das equipes; a negociação de responsabilidades e o monitoramento e avaliação da satisfação das equipes e/ou comunidade. O segundo subcapítulo trata mais especificamente da articulação da gestão da ESF com asequipes de saúde e a comunidade, dividindo-se em dois subtemas, a saber: 1) Características da articulação dos gestores da ESF com as equipes de saúde e a comunidade e 2) Finalidades da articulação dos gestores da ESF com as equipes de saúde e a comunidade. Da articulação com as equipes de saúde e a comunidade foi possível apreender com quem é feito o contato, de quem é a iniciativa e em que relação de tempo e organização as ações de articulação acontecem, no sentido de pontualidade ou continuidade; e de programação ou espontaneidade. O terceiro subcapítulo descreve a experiência de devolução dos resultados parciais da pesquisa aos gestores da ESF, perante a realização de um Seminário Temático. Diante dos resultados encontrados, verificou-se que o processo de trabalho dos gestores da ESFestudados pode assumir um caráter mais dialógico, no sentido de articulação e negociação com os atores envolvidos na produção de saúde ou um caráter mais vertical e controlador. À guisa de conclusão, depreende-se que o processo de trabalho dos gestores da ESF na 3ªCRS/RS apresenta fortalezas e fragilidades, relacionadas à concepção de gestão que estrutura seu trabalho. Nesse caso, sugere-se a revisão de algumas práticas, de modo que a cogestão seja a concepção preferencialmente utilizada para a administração da Saúde da Família, vislumbrando a produção de valores-de-uso; ou seja, à satisfação de necessidades humanas, tanto das equipes de saúde quanto da comunidade.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Marta Regina Cezar-Vaz; Hedi Crecencia Heckler de Siqueira; Maria Elisabeth Carvalho Cestari; Eliana Pinho de Azambuja; Maira Buss Thofehrn

School:Fundação Universidade Federal do Rio Grande

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:sistema único de saúde gestão em programa da família ENFERMAGEM

ISBN:

Date of Publication:11/24/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.