Details

Polimorfismo por ?Random Amplified Polymorphic DNA?(RAPD) em metacestódeos de Taenia soliumprovenientes de diferentes áreas geográficas do Brasile a reatividade de anticorpos IgG séricos de pacientescom neurocisticercose frente aos isolados obtidos

by da Costa, Ivanildes Solange

Abstract (Summary)
A neurocisticercose (NC) constitui doença polimórfica, apresentandoheterogeneidade da resposta imune no hospedeiro humano. Nesse estudo, o teste RandomAmplified Polymorphic DNA (RAPD) foi utilizado com 35 ?primers? na detecção depolimorfismo em metacestódeos de Taenia solium provenientes de cinco áreas geográficasdistintas do Brasil: 1) Distrito Federal (DF), região Centro-Oeste; 2) Barreiras (BA), regiãonordeste e da região sudeste: 3) Bacia Hidrográfica do Rio Mosquito (norte de MinasGerais, RM-MG), 4) São Paulo (SP) e 5) Uberaba (Minas Gerais, UB-MG). Os extratossalinos totais de metacestódeos de quatro populações (DF, BA, RM-MG e SP) foramutilizados na detecção de anticorpos IgG específicos pelo ELISA e ?Western Blotting?(WB). As 157 amostras de soro de três grupos (G) de indivíduos: G1: 49 pacientes comNC; G2: 68 pacientes com outras helmintíases, sendo hidatidose (10), teníase (20),estrongiloidíase (20), esquistossomose (10) e himenolepíase (8) e G3: 40 indivíduossaudáveis (controles); foram analisadas pelo ELISA. Foram ensaiadas 98 amostras desoro: G1 (49), G2 (39) e G3 (10) pelo WB. As distâncias genéticas, por porcentagem dedesacordo, foram de 49,5% (DF), 48% (BA), 38,5% (UB-MG) e 28% (RM-MG e SP) naspopulações de metacestódeos, calculadas a partir de 15 marcadores de RAPD. Seis?primers? geraram fragmentos polimórficos nos isolados analisados, sendo que os?primers? 26 (GGGTTTGGCA) e 29 (TCGCCAGCCA) permitiram melhor diferenciaçãoentre as populações, o ?primer? 26 gerou os fragmentos de 1000, 500 e 326 pb (pares debases) na amostra de UB-MG, e de 600 e 244 pb em RM-MG. O 29 gerou fragmentos emquatro das populações analisadas, sendo 500, 800 e 1191 pb em SP, 300 e 1377 pb em UBMG,1000 pb no DF e 244 e 434 pb na BA. No G1, as freqüências de positividade noELISA, foram: 90% (DF), 69% (BA), 71% (MG) e 67% (SP), sendo o extrato do DF maisantigênico que os demais (p = 0,02). No WB, o peptídeo de 64-68 kDa foi reconhecido emtodos os extratos, exclusivamente, em amostras de pacientes com NC ativa (p=0,001).Detectou-se variação no padrão de reconhecimento de bandas entre os extratos (p<0,05).No G2, as amostras de soro de pacientes com hidatidose apresentaram de 70 a 90% depositividade no ELISA frente aos extratos analisados (p<0,05); porém, o padrão dereconhecimento de bandas no WB diferiu do apresentado pelas amostras do G1, sendo quea banda de 77 kDa foi significativamente identificada pelas amostras de pacientes comhidatidose (p=0,0001). Concluiu-se que as populações de T. solium analisadas nesseestudo, apresentaram variabilidade genética e diferenças de antigenicidade.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Ana Maria Bonetti; Maria Aparecida de Souza; Luciana Pereira Silva; Fabiana Martins de Paula; Julia Maria Costa-Cruz

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:IMUNOLOGIA APLICADA Cisticercose cerebrospinal

ISBN:

Date of Publication:04/07/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.