Details

Pesquisa de oocistos de Cryptosporidium SPP e Salmonella SPP em amostras de águas de esgoto e águas de córrego da cidade de São Paulo.

by Coutinho Farias, Eveline Wilma

Abstract (Summary)
Diversos estudos têm demonstrado que a pesquisa de microrganismos em águas de esgoto representa um importante parâmetro de avaliação e caracterização de possíveis agentes patogênicos circulantes numa determinada população e suas possíveis implicações à saúde pública. O presente trabalho teve por objetivos pesquisar nas águas de esgoto da cidade de São Paulo a ocorrência do protozóario emergente, Cryptosporidium spp, comparando-se duas técnicas de concentração, uma vez que não existem estudos relacionados a presença deste patógeno neste município, e determinar à presença de Salmonella spp e seus sorotipos nestas amostras. Para isto foram realizadas coletas semanais nos períodos de Julho à Dezembro de 1998, sendo doze realizadas em uma estação elevatória e doze em um córrego receptor de esgoto no município de São Paulo, aonde foi também determinada a poluição de origem fecal através da densidade de E.coli. Para determinação dos oocistos de Cryptosporidium as amostras foram concentradas por ?floculação e precipitação do carbonato de cálcio? (Vesey et alii, 1993) e através da técnica da ?membrana filtrante? (Aldom et alii, 1995) com posterior identificação e confirmação por imunofluorescência direta e contraste de fase, respectivamente. A determinação de Salmonella foi realizada segundo ?Stantard Methods of Water and Wastewater 19th ed.?. Para a determinação de coliformes totais e E. coli utilizou-se a técnica de tubos múltiplos, empregando substrato cromogênico e fluorogênico (Colilert 18, Iddex). Os resultados obtidos da análise de 24 amostras indicaram que 100% destas foram positivas tanto para a presença dos oocistos de Cryptosporidium sp quanto para o isolamento de Salmonella sp. O número de oocistos detectados variou de 0 a 1.200 e de 0 a 1.400 oocistos/L nas amostras de águas de esgoto e córrego respectivamente. Foram isoladas um total de 221cepas de Salmonella. Entre os sorotipos prevalentes encontrados estão S. panama, S. agona, S.infantis, S.hadar, S.onakan e S.braenderup. Os resultados verificaram a circulação de Salmonella spp e Cryptosporidium spp no meio ambiente estudado em São Paulo, podendo se constituir em importante fonte de disseminação destes patógenos no meio aquático e na comunidade.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Vivian Helena Pellizari; Waldemar Francisco; Glavur Rogerio Matte; Maria Inês Zanoli Sato

School:Universidade de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords: águas de esgoto padrão microbiológico poluição fecal qualidade da água

ISBN:

Date of Publication:05/17/2000

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.