Details

Perfil sociodemográfico, infracional e relacional de adolescentes em conflito com a lei.

by Aredes Priuli, Roseana Mara

Abstract (Summary)
Este estudo descritivo enfocou o adolescente autor e vítima da violência, fenômeno crescente no Brasil. Os dados foram coletados dos prontuários dos adolescentes internos na Unidade de Internação Grande Lagos, no ano de 2003, residentes no município de São José do Rio Preto, mediante um protocolo. Foram selecionadas variáveis tais como: local de moradia, idade, escolaridade, etnia, ato infracional, local de cometimento das infrações, consumo de drogas psicotrópicas e atividade remunerada dos adolescentes. Quanto à família, as variáveis arroladas foram: composição e renda familiar, escolaridade dos pais, tipo de trabalho, uso de drogas psicotrópicas e doenças na família. Os principais resultados revelaram um perfil sócio-demográfico, infracional e relacional de uma parte significativa de jovens na faixa de 17 anos de idade, l~ grau incompleto, evadidos da escola, sem ocupação profissional e residentes na região de menor poder socioeconômico do município. Observou-se ainda que o ato infracional de maior percentual foi o roubo, seguido, em ordem decrescente, de furto, tentativa de homicídio, homicídio, co-autoria de homicídio, roubo qualificado, tráfico de drogas e o latrocínio. Além disso, as ocorrências infracionais incidiram sobre os bairros da região norte. Os resultados revelaram também que, quanto ao uso de drogas psicotrópicas, a maioria fazia uso de tabaco, maconha, bebidas alcoólicas, crack, em menor proporção, cocaína, tiner e cola de sapateiro. Os resultados convergiram para uma realidade social caracterizada por um alto índice demográfico da região com carência de equipamentos sociais. Por sua vez, a uma configuração familiar não original, o déficit no grau de escolarização dos pais, a não profissionalização do trabalho,a baixa renda familiar e o alcoolismo contribuíram para transformar os adolescentes em vítimas precoces do sistema. Nota de Resumo A mãe, na maioria das vezes, é a provedora do lar, e além disso, enquanto presença marcante no período de privação de liberdade, é a principal figura mediadora entre o adolescente em conflito com a lei, o poder judiciário e a comunidade. A partir dessas constatações, o estudo visou subsidiar o poder público e a sociedade na construção e implementação de políticas públicas nas áreas de educação, da saúde e social, mediante ações intercomplementares, dirigidas a um personagem: o adolescente, sujeito de direitos e não objeto de proteção,que em um dado momento de sua vida transgrediu a lei. Permanece aqui a suposição: autor e vítima.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Maria Cristina de Oliveira Santos Miyazaki; Raul Aragão Martins; Maria Silvia de Moraes

School:Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:PSIQUIATRIA Saúde Pública Política de Violência Delinquência Juvenil

ISBN:

Date of Publication:02/15/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.