Details

Parametros basicos para a irrigação sistematica do girassol (Helianthus annuus L.)

by Gomes, Evandro Machado

Abstract (Summary)
O ensaio foi conduzido nos anos de 2001 a 2003, em duas áreas experimentais: Campo de Pesquisa Hidroagrícola do Pinhal - Unicamp e no Horto Municipal Florestal, ambos no município de Limeira - SP, Brasil, com o objetivo de estudar o efeito da irrigação, sobre alguns parâmetros do girassol (Helianthus annuus L.), cultivar M-742. As semeaduras e colheitas foram realizadas, respectivamente, nos dias 18 de junho e 14 de setembro de 2001, 16 de junho e 8 de outubro de 2002 e 24 de junho e 15 de outubro de 2003. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com três tratamentos e quatro repetições. Os três tratamentos consistiram de: 1)irrigação de acordo com o balanço de umidade no solo (Sempre Irrigado); 2) irrigado nos períodos críticos do desenvolvimento, ou seja, formação de botão floral e enchimento de grãos (Irrigado nas Fases) e 3) sem suplementação hídrica (Sem Irrigação). A irrigação foi realizada por sistema de aspersão convencional, conduzida pelo método gravimétrico. Os principais parâmetros analisados foram: altura de planta, diâmetro do capítulo, peso do capítulo, peso da haste, peso das folhas, peso de mil sementes, teor de óleo e proteína de grãos, produção, distribuição do sistema radicular e demanda hídrica da cultura. Os dados foram submetidos à análise de variância e suas médias comparadas pelo teste de Tukey. Pelos resultados obtidos e para as condições do experimento, as seguintes conclusões se evidenciaram como as mais importantes: a) a planta desenvolvida sob marcante estresse hídrico tende a produzir raÍzes em maior número e se aprofundar mais no solo que aquela sem restrição hídrica; b) há maior concentração de raÍzes no horizonte superficial do solo, até 20 centímetros, independentemente da disponibilidade de água. c) a irrigação nas fases de formação do botão floral e de enchimento de grãos é suficiente para garantir níveis de desenvolvimento da planta e do sistema radicular bem como produção de grãos semelhantes à da planta desenvolvida sem restrição Hídrica; d) ocorre acentuada diminuição na massa seca de haste, capítulo e folha como conseqüência do estresse Hídrico; e) plantas desenvolvidas sob marcante estresse Hídrico produziram cerca de 30% menos em peso de grãos que as Sempre Irrigadas e 20% menos que as Irrigadas nas Fases; t) a redução da área foliar, através da redução na altura da planta, mostrou-se como um dos mecanismos de resposta do girassol à escassez de água; g) a planta sob restrição Hídrica tende a produzir um maior teor de proteína em detrimento da produção de lipídeos; h) o kc encontrado mostrou os menores valores aproximadamente aos 20 dias após a emergência, atingindo os valores mais elevados na fase de formação do botão floral (45-50 dias após a emergência)
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Dirceu Brasil Vieira; Dirceu Brasil Vieira [Orientador]; Maria Regina Gonçalves Ungaro; Fernando Braz Tangerino Hernandez; Abel Maia Genovez; Antonio Carlos Zuffo

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Girassol - Cultivo Irrigação Plantas

ISBN:

Date of Publication:02/23/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.