Details

O trabalho no mangue nas tramas do (des)envolvimento e dades(ilusão) com quot;esse furacão chamado carciniculturaquot;: conflito socioambiental noCumbe-Aracati-CE

by de Araujo, Ana Claudia

Abstract (Summary)
A carcinicultura ? criação de camarão em cativeiro ? tem sido responsável pelo rápido crescimento da aqüicultura mundial. Introduzida no Brasil na década de 70, somente a partir de 1996/1997, com o desenvolvimento de um pacote tecnológico do camarão do pacífico (Litopenaeus vannamei), através do incentivo de políticas públicas e com o financiamento dos bancos públicos, atinge um crescimento acelerado até 2004. No Ceará, o município de Aracati concentra o maior número de fazendas de camarão e a maior área ocupada, estando grande parte destas implantada no Cumbe ? um lugar rico por dar muito caranguejo. A delimitação do nosso objeto de estudo pode ser explicitada na pergunta: como os(as) trabalhadores(as) vivenciam o trabalho no mangue e constroem a resistência no tecido cultural conflitivo da pesca artesanal e da carciniculutra na comunidade Cumbe, em Aracati-CE? Buscando atender aos objetivos implícitos nesta pergunta adotamos o referencial metodológico da Hermenêutica de Profundidade, e com base em suas três fases ? Análise socio-histórica, Análise Formal Discursiva e Interpretação/Re-interpretação ?, conduzimos o nosso trabalho de campo realizado na comunidade Cumbe (dezembro/2006 a fevereiro/2007) e a discussão do material empírico coletado, por meio de observação participante e entrevistas abertas. Os resultados mostram a existência de um conflito socioambiental no Cumbe, visto que o uso e a apropriação do território manguezal pela carcinicultura, baseado no discurso da crença no progresso e no desenvolvimento, da sustentabilidade e da eficiência, no início ?envolve? e ?ilude? os(as) trabalhadores(as), e, com o tempo, influencia o modo de vida da comunidade e sua relação com o ecossistema manguezal, comprometendo a continuidade da cultura do trabalho ali realizado, particularmente na sua instalação, ao devastar grandes áreas de mangue e ao fechar com cercas os criatórios de camarão, que dificultam ou impedem o acesso da comunidade ao mangue; e, especialmente, no desenvolvimento do seu processo produtivo, quando na realização da despesca do camarão, ocasionando a mortandade de peixes e caranguejos e a quase extinção destes últimos por cerca de três anos, situação que levou a que muitos catadores de caranguejo tivessem de ir trabalhar em áreas de mangue do Rio Grande do Norte ? estado vizinho ao Ceará, e, em muitos casos, obrigaram-se a se empregar na carcinicultura em condições precárias e humilhantes. Portanto, o conflito socioambiental no Cumbe se configura pela disputa tanto no que se refere à distribuição de poder sobre o ecossistema manguezal como de uma luta simbólica em relação às categorias de ?desenvolvimento?, ?sustentabilidade? e ?eficiência? que legitimam as diferentes práticas de uso e apropriação do território pelos distintos agentes sociais ? carcinicultores e trabalhadores(as) do mangue. Nesse sentido, a resistência à carcinicultura ocorre em um contexto de desilusão da comunidade em relação à crença no desenvolvimento e na geração de emprego, e adquire força por ocasião da ocorrência da mortandade dos caranguejos, e com o apoio dos movimentos sociais ambientalistas e de pesquisa tem sido marcada pela construção de um discurso ambiental contra-hegemônico, fundamentado na crítica às noções de desenvolvimento, sustentabilidade e eficiência, propaladas pela carcinicultura, e na afirmação da identidade das comunidades tradicionais (povos do mangue), valorizando o seu modo de vida e de trabalho.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Raquel Maria Rigotto; Ângela Maria Bessa Linhares; Antônio Jeovah de Andrade Meireles; Norma Felicidade Lopes da Silva Valencio; Tania Cecilia Pacheco da Silva

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:EDUCACAO Camarão - Criação Aspectos ambientais Aracati(CE) Manguezais sociais

ISBN:

Date of Publication:06/02/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.