Details

O tema comportamento no ensino de biologia.

by da Silva, Filipe Cavalcanti

Abstract (Summary)
Esta tese tem por objetivo discutir o ensino do tema Comportamento na disciplina Biologia com oobjetivo de superar o conflito natureza versus cultura. Este conflito é aqui definido como a visão, por vezesdicotômica, que, historicamente, a dupla condição animal e cultural da espécie humana é tratada; ora pela suafaceta biológica pela Biologia, ora pela sua vertente sócio-cultural pelas ciências humanas. Essa ruptura seexpressa muitas vezes tanto no contexto das ciências ligadas ao comportamento humano quanto no dasdisciplinas escolares e parece sugerir que esses aspectos da humanidade são completamente independentes umdo outro. Em conseqüência, repassa-se aos alunos do ensino médio uma visão fragmentada da natureza humana.Por outro lado, a Biologia Evolutiva vem há mais de quarenta anos desenvolvendo teorias e dados empíricos emdiversas frentes (por exemplo: Neurociências e Psicologia Evolutiva) que sugerem que esse hiato pode sersuperado. Se admitirmos que o ensino de Evolução (por sua centralidade para a compreensão da Biologia) e aespécie humana (pelo maior interesse que desperta nos alunos) devem ser uma das prioridades do ensino deBiologia, então o debate natureza/cultura deveria fazer parte dos conteúdos dessa disciplina. Nossa abordagem para esse problema se deu em três etapas. Na primeira avaliamos quantitativamente, por questionários, a visão de estudantes do ensino médio e universitários sobre as origens do comportamentohumano. Percebemos que a dicotomia natureza/cultura ainda se encontra presente e deslocada para o pólo culturadesse continuum. Observamos também que essa visão é a mesma entre alunos que optam ao final do ensinomédio por cursos universitários de diferentes áreas. Este ponto de vista também não se altera, quando comparamos os universitários próximos ao final do curso com os calouros, independentemente da área a que pertençam esses alunos.Numa segunda etapa, buscamos uma explicação para os resultados acima, analisando livros didáticos deBiologia e notícias científicas publicadas na imprensa brasileira. Descobrimos que os livros didáticos praticamente não tratam do debate cultura/natureza, e quando o fazem tendem a valorizar os aspectos culturais da natureza humana em detrimento dos evolutivos. Ao contrário, a imprensa tem ultimamente valorizado a cobertura de matérias científicas que abordam a importância de nossa herança filogenética para o comportamento.A última fase da pesquisa analisa os resultados de experiências didáticas, onde temas do debate natureza/cultura foram tratados em sala de aula. Em virtude dos dados obtidos nas primeiras etapas da pesquisa, essas experiências enfatizaram os aspectos evolutivos da natureza humana com o objetivo de contribuir para a construção de uma visão menos dicotômica da natureza humana por parte dos alunos. O sucesso dessasatividades foi medido quantitativamente por pré e pós-testes. Percebemos que uma parcela dos alunos é sensívelà argumentação evolutiva e passa a apresentar uma visão mais intermediária da natureza humana, enquanto outratende a permanecer com uma visão ainda polarizada para o pólo cultura deste continuum. Discutimos o conjunto desses resultados à luz dos problemas relativos à seleção de conteúdos que envolvem o ensino de Biologia e da construção histórica da disciplina escolar Biologia.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Ricardo Francisco Waizbort; Mauricio Roberto Motta Pinto da Luz

School:Faculdades Oswaldo Cruz

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:EDUCACAO Ciências do Comportamento Evolução Cultura Biologia/educação

ISBN:

Date of Publication:06/13/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.