Details

O sujeito do fim de análise: um novo sujeito?

by Montero, Juan Carlos

Abstract (Summary)
Esta dissertação pretende discorrer sobre a noção de sujeito tal como surge da experiência clinica de Freud. Discorre sobre o surgimento da hipótese freudiana do inconsciente que permite a Freud poder situar um sentido nos sonhos e daí postular a realização de um desejo que surge as margens do Eu. Introduz o estudo do sintoma que dá lugar a insistência da pulsão que busca satisfação na repetição. A partir desta nos deparamos com uma noção clínica de sujeito em Freud que situa o Isso como seu lugar. Sendo Lacan quem formaliza esta noção, fazemos um percurso por sua obra, em especial nos seminários e escritos que utiliza para formalizar-lo como conceito, assim como para situar o mesmo em relação ao final da análise. Este final, se evidencia como destituição subjetiva que dá origem a passagem do analisante à analista, correlato de uma nova posição subjetiva. O analista, termo que define esta posição é de um novo sujeito e um novo desejo, conhecido como desejo de saber.
Bibliographical Information:

Advisor:Ivanir Barp Garcia; Sérgio Scotti; Mara Coelho de Souza Lago; Fernando Aguiar Brito de Sousa

School:Universidade Federal de Santa Catarina

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:psicanálise psicologia

ISBN:

Date of Publication:07/01/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.