Details

O significado da comunicação na assistência de enfermagem à  mulher mastectomizada: o olhar de quem cuida

by de Almeida, Iliana Maria

Abstract (Summary)
O câncer de mama é motivo de grande temor na sociedade em geral e principalmente nas mulheres, em decorrência do elevado índice de morbi-mortalidade e de mutilação, com conseqüente comprometimento da auto-estima e do desenvolvimento social de quem é por ele acometido. Ademais, interfere sobremaneira nas relações sociais, pessoais, profissionais e afetivas, Portanto conhecer como a enfermeira comunica-se com essa clientela foi a inquietação para a realização desse estudo, cujo objetivo foi compreender o processo de comunicação enfermeira/paciente, enfatizando a significação, valores e possibilidades de mudança na assistência de enfermagem à mulher mastectomizada.Trata-se de um estudo descritivo de abordagem qualitativa que utilizou como referencial teórico o Interacionismo Simbólico e a Teoria Fundamentada em Dados Ground Theory como referencial metodológico, com base na seguinte questão norteadora: como a enfermeira percebe seu processo de comunicação com a mulher mastectomizada? A coleta de dados ocorreu nos meses de junho e julho de 2006 em uma instituição de referência no tratamento do câncer. Utilizamos como estratégia para coleta de dados a entrevista com nove enfermeiras que prestavam assistência à mulher mastectomizada. Obtivemos então, os dados que após a análise permitiram a criação da teoria central: O significado da comunicação na assistência de enfermagem à mulher mastectomizada, a qual constitui-se de três fenômenos distintos que se inter-relacionam. São eles : Um olhar sobre a comunicação, que caracteriza-se como um processo da teoria onde os fenômenos que levaram as enfermeiras a refletirem sobre seu modo de comunicação com a mulher mastectomizada foram elucidados emergindo significados e valores ao seu respeito; identificando as pedras do caminho, que pontua as principais dificuldades encontradas na implantação de uma comunicação efetiva entre enfermeira/paciente, incluindo as limitações pessoais; e repensando a comunicação enfermeira/mulher mastectomizada, que enfatiza a significação atribuída pela enfermeira à sua necessidade de manter-se sensibilizada ao processo de comunicação efetiva com a mulher mastectomizada, no intuito de prestar o melhor cuidado possível. Essa interação significativa emerge quando a enfermeira utiliza-se de sua habilidade comunicativa, percebendo a paciente e interagindo com ela, provocando mudanças e vendo a mulher como um ser social , ou seja, atribuindo-lhe um significado. Na nossa opinião, para uma comunicação satisfatória a prestação do cuidado humanizado, a profissional que trabalhe na assistência a mulheres mastectomizadas precisa envolver-se e acreditar que sua presença é tão importante quanto a realização de procedimentos técnicos, pois, de modo geral, os conhecimentos técnicos objetivos funcionam tão bem diante de situações de estresse quanto os conhecimentos subjetivos que se revelam na comunicação terapêutica.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Maria Salete Bessa Jorge; Lorita Marlena Freitag Pagliuca; Joselany Afio Caetano; Ana Maria de Almeida; Antônia do Carmo Soares Campos; Ana Fátima Carvalho Fernandes

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:ENFERMAGEM Mastectomia Enfermagem Comunicação - enfermagem Neoplasias Mamárias cirurgia Relações Enfermeiro-Paciente

ISBN:

Date of Publication:01/08/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.