Details

O profissional de saúde em enfermaria de crianças gravemente enfermas e as implicações do cotidiano do trabalho na sua saúde

by Gonçalves, Jadete Rodrigues

Abstract (Summary)
Este estudo teve por objetivo compreender as implicações do processo de trabalho no sofrimento psíquico, nos danos à saúde e na capacidade de resiliência das equipes de saúde que atuam junto a crianças gravemente enfermas e / ou com risco de vida em hospitais públicos. Assim, buscou reconhecer os fatores que podem levar ao adoecimento do profissional de saúde a partir da organização de seu trabalho, na relação com a instituição, com a equipe, com a criança e seus familiares; e os recursos de saúde por ele utilizados com vistas a construção individual e coletiva de estratégias de enfrentamento. Para constituir o objeto de análise, em sua complexidade e em suas fronteiras com diferentes conhecimentos, foram articuladas idéias e pressupostos do campo da psicologia e da saúde, que compuseram a base teórica, subdividida em quatro tópicos: sobre o ato de conhecer e a produção de um saber sobre a saúde e a doença; sobre o trabalhar com o sofrimento e a doença - processo de trabalho, a instituição e o profissional de saúde; sobre a criança e seu adoecer, a hospitalização e a iminência da morte. A investigação desenvolveu-se em um hospital público de referência no sul do país, envolvendo vinte profissionais que compõem equipes de saúde de um ambulatório e duas enfermarias com atendimento na especialidade em estudo. A pesquisa foi de natureza qualitativa com delineamento do tipo estudo de caso, com foco na equipe de saúde em sua diversidade e especificidades. A coleta de dados se deu sob o vértice da observação participante # com acompanhamento dos profissionais em suas atividades diárias nas unidades de atendimento, consultas, atendimentos ao leito, procedimentos e reuniões de equipe além de situações do cotidiano em vários espaços da instituição hospitalar -; entrevistas semi-estruturadas de profissionais, considerados pelo critério de representatividade das categorias que compõem as equipes e de profissionais em cargos de direção e chefias; e estudo documental. Os dados coletados foram centralizados em três categorias principais: a instituição hospitalar e os aspectos subjetivos deste lugar; o sofrimento institucional, os limites da saúde no processo de adoecimento do trabalhador de saúde, o significado que lhes conferem e como, nesse cenário, a resiliência se constitui; e, por fim, as articulações finais acerca de todas as escutas, refletindo-se para onde nos levam e quais são seus limites e possibilidades. Os resultados desse estudo apontaram na direção de um insidioso processo de sofrimento e adoecimento dos trabalhadores de saúde frente ao ato de cuidar de crianças e adolescentes gravemente enfermos ou com risco de morte, em uma conjuntura que evidencia aspectos do trabalho como a alienação e a fragmentação, somando-se às características do cenário político institucional no qual ele se desenvolve. As implicações de enfrentamentos constantes nesse contexto de trabalho contribui para o descrédito na sua capacidade de trabalhar criativamente com a equipe e instituição, enfraquecendo a capacidade de resiliência e o desenvolvimento de estratégias defensivas de saúde na busca de alternativas de superação aos impasses colocados no seu exercício profissional, no âmbito das políticas de saúde, bem como da organização do trabalho.
Bibliographical Information:

Advisor:Denise Elvira Pires de Pires; Flávia Regina Souza Ramos; Maria Aparecida Crepaldi; Mauro Leonardo dos Santos

School:Universidade Federal de Santa Catarina

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:enfermagem pessoal da área médica e pacientes estresse ocupacional saúde trabalho crianças assistência hospitalar doenças

ISBN:

Date of Publication:08/30/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.