Details

O papel de Apis Mellifera l. como polinizador da mamoneira (Ricinus Communis L.): avaliação da eficiência de polinização das abelhas e incremento de produtividade da cultura The role of Apis Mellifera L. how polinizador of mamoneira (Ricinus Communis L.): assessment of efficiency of bee polinização and enhancement of productivity of culture

by Guedes Rizzardo, Rômulo Augusto

Abstract (Summary)
A pesquisa foi realizada no Núcleo de Produção Comunitária Santa Clara, idealizado e administrado pela Brasil Ecodiesel Indústria e Comércio de Biocombustíveis e óleos vegetais S. A., localizado no município de Canto do Buriti, estado do Piau, e na Universidade Federal do Ceará, localizada em Fortaleza, no estado do Ceará. A coleta de dados ocorreu durante o período de Abril de 2006 a Janeiro de 2007 com o objetivo deinvestigar a polinização da mamoneira (Ricinus communis L.), o papel de agentes polinizadores bióticos e a utilização de abelhas Apis mellifera na sua polinização, visandocontribuir para minimizar as perdas de produtividade desta cultura. Foram avaliados a biologia floral e requerimento de polinização da mamoneira; eficiência da polinização porApis mellifera e comportamento de pastejo de Apis mellifera e Scaptotrigona bipunctata H.(canudo) em inflorescência de mamoneira, bem como os frutos e sementes produzidas nacultura. Os resultados mostraram que as abelhas coletam pólen e néctar durante todo o dia, tendo a abelha canudo, preferência pelo pólen. A mamoneira aceita polinização cruzada, porém vingando significativamente (plt;0,05) menos que a autopolinização. O vento mostrouseo principal vetor de pólen na plantação. Áreas com introdução de abelhas melíferas produziram marginalmente (p = 0,08) mais frutos que áreas sem a introdução de abelhas. Deforma semelhante, também levaram a significativa (plt;0,05) produção de racemos com mais frutos (22,39) e sementes mais pesadas (0,54g) com maior percentual de óleo (54,48%) e maior energia bruta (9006,81kcal/kg) do que o obtido em áreas sem abelhas (15,84, 0,47g, 49,94% e 8843,29kcal/kg, respectivamente). A avaliação fisiológica das sementes nãoencontrou diferenças entre os dois tratamentos, ambos apresentaram média de 84% de germinação. Pode-se concluir que o principal agente polinizador da mamoneira é o vento eque a espécie pode ser polinizada, vingando seus frutos tanto por meio de autopolinização quanto polinização cruzada, embora apresente melhores resultados com autogamia. Aintrodução de colônias de Apis mellifera em cultivos de mamona contribui para incremento significativo de produtividade da cultura, tanto ao aumentar o número de frutos por cacho quanto o rendimento de óleo dos mesmos, provavelmente porque ao coletar pólen as abelhasmelíferas aumentam a quantidade de autopólen em suspensão no ar nas proximidades da panícula, favorecendo uma maior percentagem de autopolinização. Palavras-chave: polinização da mamoneira, rendimento de óleo, anemofilia, comportamentode pastejo, biodiesel.
Bibliographical Information:

Advisor:Breno Magalhães Freitas; Raimundo Marciel Sousa; Francisco Deoclécio Guerra Paulino

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:zootecnia polinização da mamoneira rendimento de óleo anemofilia comportamento pastejo biodiesel castor bean pollination oil content anemophily foraging behavior

ISBN:

Date of Publication:02/28/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.