Details

O paciente portador de Enterococcus resistente a vancomicina em um hospital público de Belo Horizonte: aspectos demográficos, epidemiológicos e microbiológicos

by Bettcher, Ledna

Abstract (Summary)
Trata-se de um estudo descritivo, epidemiológico, retrospectivo e deabordagem quantitativa, realizado em um hospital público de Belo Horizonte, pertencente à rede de hospitais da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais FHEMIG, referência no atendimento a vítima de trauma. Objetivou-se descrever o perfil dos pacientes portadores de Enterococcus resistente a vancomicina (VRE): aspectos demográficos, a presença de fatores de risco para aquisição de VRE, características microbiológicas do VRE isolados e o desfecho (óbitos, a alta hospitalar ou a transferência). Os dados foram coletados de registros contidos em prontuários, fichas de vigilância (padronizadas pelo Serviço de Controle de Infecção Hospitalar da instituição) e resultados laboratoriais, no período de maio de 2005 a outubro 2007. Foram levantados idade, sexo, unidade e tempo de internação, doença de base, uso de antimicrobiano e droga para reduzir acidez gástrica, presença de ferida aberta, procedimentos invasivos, cirurgias, infecções hospitalares, espéciesisoladas, perfil de sensibilidade dos Enterococcus e evolução clínica. Após a coleta, as informações foram tabuladas e processadas em uma base de dados, o software estatístico Statistical Package for Social Sciences (SPSS), versão 13.0, 2004. Para a análise dos dados, usou-se a estatística descritiva, por distribuição de freqüência, tendência central e variabilidade. Participaram do estudo 122 pacientes. O número de pacientes colonizados foi cinco vezes maior que o de pacientes infectados, sendo o E. faecalis a espécie mais prevalente (59%). Observou-se predomínio de pacientes do sexo masculino(83,6%) e traumatizados (80%). O traumatismo cranioencefálico foi o de maior freqüência, correspondendo a 50% (61) dos casos, seguido do trauma abdominal e torácico, ambos com mesma freqüência (17,2%). A média da idade dos pacientes foi de 43 anos e apenas 8,2% (10) foram procedentes transferidos de outras instituições. Dos 122 pacientes, 39,3% tiveram internação em UTI com permanência média de 30 dias. Observou-se que 77,9% tinham ferida aberta, 95,9% utilizaram droga para reduzir acidez gástrica, 97,5% tinham procedimento invasivo, 65,6% realizaram cirurgias, 88,5% tiveram infecção hospitalar e 45,0% eram dependentes de cuidados intensivos de enfermagem. O uso de antimicrobiano foi observado na maioria dos pacientes (99,2%), e 62,3% utilizaram vancomicina, 50,8% cefalosporinas de quarta geração, 45,9% cefalosporinas de terceira geração, 40,2% as quinolonas. As espécies mais freqüentes foram E. faecalis (76) e , E. faecium (39), isolados principalmente de fezes (71,12%) e urina11,7%. Das infecçõespor VRE, 63,6% causadas por E. faecalis e 31,8% por E. faecium, o tratourinário foi o sítio mais comum (72,8%). Encontrou-se que 93,0% dos E.faecalis eram sensíveis a amplicilina e ampicilina-sulbactam, enquanto, no E. faecium, apenas 10,0% foram sensíveis a ampicilina, 6% sensíveis a ampicilina-sulbactam. Dos pacientes que evoluíram a óbito (50,8%), a associação com VRE foi baixa (6,5%), estando relacionado muito mais à gravidade da doença de base e infecção do que a outro microrganismo. Diante desses resultados, conclui-se que VRE coloniza, com maior freqüência, pacientes mais graves, com internação prolongada em UTI, que utilizaram mais de três antimicrobianos e foram submetidos a procedimentos invasivos. A freqüência de pacientes com VRE dependentes de cuidado intensivo de enfermagem reporta a importância desse profissional ao controle e àprevenção do VRE na instituição.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Claudia Maria de Mattos Penna; Milca Severino Pereira; Elucir Gir

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Resistência a Vancomicina DeCS Fatores de Risco Infecção Hospitalar/epidemiologia Hospitalar/prevenção e controle Estudos Epidemiológicos Enfermagem Retrospectivos

ISBN:

Date of Publication:04/30/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.