Details

O desespero e a angústica na filosofia de Kierkegaard

by de Oliveira, Ranis Fonseca

Abstract (Summary)
A presente dissertação propõe-se a investigar, com esteio em pesquisa teórica e bibliográfica, o desespero e a angústia, tendo como base a filosofia de Kierkegaard (1.813-1.855). O desespero é analisado por ele em La Maladie a La Mort, sob o pseudônimo de Anti-Climacus, e angústia em Le Concept d?Angoisse, sob o pseudônimo de Vigilius Haufniensis. Tanto o desespero, quanto a angústia são problemas existenciais reais, que, cedo ou tarde, o indivíduo, por ser possuidor de espírito, experimentará irremediavelmente; são, portanto, aspectos inerentes à condição humana. Kierkegaard entende o desespero como uma doença mortal e identifica-o com o pecado, cujo antídoto é a fé. Já a angústia é entendida como o sentimento que acompanha todas as decisões humanas
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Silvia Saviano Sampaio

School:Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Doença mortal Sentimento Possibilidade Kierkegaard, Soren -- 1813-1855 Critica e interpretacao Desespero

ISBN:

Date of Publication:03/04/2009

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.