Details

O BULLYING COMO VIOLÊNCIA VELADA: A PERCEPÇÃO E AÇÃO DOS PROFESSORES.

by Oliboni, Samara Pereira

Abstract (Summary)
O bullying é um tipo de violência escolar, praticada entre estudantes, em que um aluno, ou mais, persegue e intimida um colega sem que exista um motivo que justifique o ato.Com as recentes pesquisas nacionais apontando a sala de aula como o local de maior incidência do bullying, esta dissertação teve o objetivo de conhecer a percepção e atuação dos professores frente aos casos de bullying em suas atividades de aula. Caracterizada pelo método qualitativo, a pesquisa seguiu o modelo de inserção ecológica por permitir a imersão do pesquisador no ambiente natural do objeto de estudo. O contexto onde se desenvolveu a pesquisa, foi em uma turma de alunos de 6ª série do Ensino Fundamental de uma Escola Pública, no Estado de Santa Catarina, em 2007,tendo como participantes, os oito professores ministrantes das disciplinas. A de coleta de dados compreendeu o uso dos instrumentos de observação e entrevista semi-estruturada. As observações enfocaram as interações professor-aluno a partir dos encaminhamentos adotados pelos docentes diante dos conflitos ocasionados pelo bullying e; as entrevistas semi-estruturadas, individuais aos professores, explicitaram suas percepções diante dos conflitos entre alunos, em especial, ao bullying. Após a análise textual dos dados e apartir da teoria ecológica do desenvolvimento humano, da educação ambiental e do projeto pedagógico da escola, construíram-se duas categorias interrelacionadas: - Atuação dos Professores Frente a Prática de Bullying Entre Alunos, que é composta pelas subcategorias A Atividade Docente nas Manifestações de Bullying, e A Busca dos Professores por Soluções Para os Conflitos Entre Alunos; e, - A Percepção Docente Sobre o Bullying, que é formada pelas subcategorias Identificação do Bullying Pelos Professores, Insegurança dos Professores Quanto ao que Percebem no Comportamentodos Alunos, e Percepção do Bullying Como Indisciplina. Entre os resultados, a pesquisa demonstra que apesar do projeto pedagógico estar embasado em uma proposta progressista, alguns professores pareceram ter dificuldades de se afastar de um modelo tradicional de ensino, por priorizarem o desenvolvimento do conteúdo programático específico de suas disciplinas, mesmo nas situações de conflito vivenciadas pelos alunos. Desta forma, na tentativa de solucionar os conflitos entre alunos, a maioria dos docentes adotavam, predominantemente, o uso de reprimendas, que de modo ineficiente, pareciam contribuir para a manutenção da prática de bullying e da indisciplina. Quanto a percepção do bullying, poucos foram os professores que perceberam essa práticaidentificando os alunos envolvidos. Mesmo com o reconhecimento de que o bullying perturbava o aluno alvo das agressões, os docentes mostraram-se inseguros em reconhecê-lo como violência, caracterizando-o, assim como os demais professores, apenas como indisciplina. Em conclusão, este trabalho revela que o não reconhecimentodo bullying pelos professores, como um comportamento danoso ao desenvolvimento psíquico dos alunos, aliado, as práticas educativas tradicionais adotadas, contribuem para a incidência e a manutenção do bullying em atividades de aula. A incorporação efetiva da educação ambiental como um conteúdo transversal, assim como da abordagem ecológica do desenvolvimento humano na prática docente, poderia favorecer o reconhecimento, valorização e enfrentamento das situações de bullying em aula.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Maria Angela Mattar Yunes; Valéria Lerch Lunardi; Marta de Salles Canfield

School:Fundação Universidade Federal do Rio Grande

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:educação ambiental desenvolvimento humano EDUCACAO

ISBN:

Date of Publication:07/07/2008

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.