Details

O argumento de quine sobre a indeterminação da tradução The argument of quine on the undetermination of the translation

by Pinho Dias, Aline de

Abstract (Summary)
Esta dissertação mostra a crítica de Quine à noção de significado. O trabalho inicia com a exposição das teorias semânticas de Gotllob Frege e de Rudolf Carnap que, segundo Quine, são insatisfatórias no esclarecimento da noção de significado. O passo seguinte será a crítica de Quine a conceitos relacionados à noção de significado, a saber, analiticidade e sinonímia. O capítulo central será uma exposição minuciosa dos argumentos de Quine contra a noção clássica de significado, explorada na tese da indeterminação da tradução, e a crítica à noção clássica de referência. Em seguida, é exposta a tentativa de reconstrução da noção de significado feita por Hilary Putnam e sua crítica à Quine. Nas considerações finais, são apontadas algumas das conseqüências filosóficas mais diretas resultantes da crítica de Quine à noção de significado.
Bibliographical Information:

Advisor:Guido Imaguire; Tarcisio Haroldo Cavalcante Pequeno

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:filosofia holismo ontology da linguagem philosophy holistic of language quine w v willard van orman e semântica referência significação americana séc xx

ISBN:

Date of Publication:03/11/2003

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.