Details

O Efeito da Informação Sobre O Comportamento dos Profissionais da Saúde Diante da Morte

by Moritz, Rachel Duarte

Abstract (Summary)
A Capacidade da Ciência Médica de Prolongar a Vida Através do Uso da Tecnologia Principalmente nas Utis Tem Gerado Questionamentos Sobre o Quanto o Médico Deve Manter o Tratamento de Pacientes Terminais Estudos Demonstram Que a Maioria das Mortes nas Utis Ocorrem Após a Recusa Ou Suspensão de Tratamentos Muitos Profissionais da Área da Saúde Desconhecem Essa Realidade e Têm Dificuldade em Aceitá Las Objetivo Verificar as Atitudes dos Profissionais da Saúde no Que Concerne à Morte ao Morrer à Recusa Ou Suspensão de Tratamentos Considerados Fúteis Ou Inúteis Desenho Estudo de Coorte Prospectivo Com Abordagem Quanti Qualitativa Método Um Questionário Foi Distribuído Para 91 Profissionais da Área da Saúde Medicina e Enfermagem A Amostragem Foi Selecionada Aleatoriamente Após Estratificação por Categoria Profissional O Questionário Foi Elaborado Pela Autora Que Levou em Consideração os Conflitos Pelos Quais Passam Aqueles Que Tratam de Pacientes Internados em Uti Foi Respondido Antes e Após 30 Dias do Debate Sobre a Morte e o Morrer Sendo Avaliadas Diversas Situações de Cunho Pessoal Ou Profissional as Respostas Foram Efetuadas Através de Escalas Adjetivas Com Variáveis Contínuas Para a Análise Estatística Foram Utilizados os Testes de Wilcoxon Mann Whitney Sendo Considerado Significante Um P£0 05 e o de Análise de Correspondência Múltipla Sendo Considerado Como Indicativo da Tendência Qualitativa de Associação Ideal Um Total de Inércia Ti de Pelo Menos 70 Resultados A Tendência dos 77 Profissionais Que Foram Observados Nesta Pesquisa Foi a de Referir Haver Participado Eventualmente de Discussões Sobre o Tema Morte Ou Morrer Sentir Angústia Diante do Tema Considerar Importante o Debate Rotineiro Sobre o Mesmo A Avaliação dos Questionamentos de Cunho Pessoal Que Se Referiam à Importância do Diálogo Familiar Sobre o Tema e Aos Desejos dos Profissionais Diante da Sua Própria Morte e da Morte dos Seus Familiares e Pacientes Mostrou Uma Tendência de Esses Indivíduos Conversaram Mais Com os Seus Familiares Após a Primeira Etapa do Trabalho e de Modificarem a Sua Atitude Diante da Morte e do Morrer Ti 61 as Decisões Profissionais Foram Baseadas em Discussões de Casos Clínicos Primeiramente Foi Avaliada a Decisão de Ser Iniciado Um Tratamento Considerado Fútil os Participantes Deste Trabalho Tenderam a Mudar de Opinião no Que Concerne a Esse Tópico Aceitando Mais Facilmente na Segunda Fase a Não Reanimação de Pacientes Sem Possibilidades Terapêuticas Ti 68 A Discussão Sobre a Necessidade de Ser Respeitada a Vontade do Paciente Levou os Profissionais a Optarem Mais Fortemente Pelo Cumprimento das Orientações Previamente Manifestadas Pelos Pacientes Ti 91 O Maior Conhecimento Sobre Tratamento Fútil Fez Com Que Esses Profissionais Tendessem a Aceitar Mais Facilmente a Suspensão Ou Recusa do Mesmo Ti 67 Conclusões Há Uma Tendência de os Profissionais da Saúde Considerarem Que o Tema Morte e Morrer Deveria Ser Mais Debatido Sentirem Se Angustiados ao Falar Sobre a Morte dos Pacientes e Terem Dificuldade em Aceitá La O Debate e a Informação Sobre a Morte e o Morrer Pode Levar Esses Profissionais a Uma Mudança de Conduta Sugere Se Que Esse Tema Seja Debatido Rotineiramente nos Hospitais e Faça Parte da Formação Curricular dos Profissionais da Área da Saúde
Bibliographical Information:

Advisor:Francisco Antônio Pereira Fialho; Francisco Antônio Pereira Fialho

School:Universidade Federal de Santa Catarina

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:engenharia de produção morte terapia fútil suspensão

ISBN:

Date of Publication:09/11/2002

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.