Details

Modelos numericos para a descrição do crescimento da planta de soja (Glycine max L. Merril, cultivar IAC-15) em condições saxonais diferenciadas

by Liedgnes, Markus Michael

Abstract (Summary)
O presente trabalho tem por objetivo apresentar o levantamento das espécies de Aristolochia L. (Aristolochiaceae) que ocorrem de forma espontânea e subespontânea, e as cultivadas no estado de São Paulo. Verificou-se que ocorrem na área de estudo, dezesseis espécies, das quais treze são espontâneas, duas cultivadas e apenas uma subespontânea, originária do sul do Brasil, Argentina e Paraguai. As diagnoses específicas foram elaboradas através de coletas de dados de coleções herborizadas provenientes de diversos Herbários nacionais e estrangeiros. Informações a respeito da anatomia foliar de cinco espécies, bem como a descrição morfológica de estruturas vegetativas de propagação e reserva, e a observação de aspectos fenológicos foram obtidas através de materiais observados e/ou coletados diretamente no campo. Os critérios utilizados na elaboração da chave analítica dicotômica para a identificação das espécies, foram baseados em caracteres morfológicos vegetativos e reprodutivos. Procurou-se fazer um estudo comparativo da morfologia do perigônio juntamente com a presença ou ausência de pseudoestípulas, de forma a sugerir uma provável relação evolutiva das espécies envolvidas, bem como a sua relação com outros gêneros afins da faIll11ia, porém, este estudo não procura estabelecer a filogenia de Aristolochia, pois para isto o número de espécies envolvidas deveria ser muito maior, de forma a ser representativo, uma vez que este gênero é muito amplo. Observou-se que as espécies de Aristolochia incluídas neste levantamento, ocorrem em todos os tipos de vegetação natural de São Paulo, ou sejam; restingas, mata atlântica, matas de altitude, matas ripárias e cerrados. Em outros estados brasileiros, elas ocorrem, também, em campos rupestres e caatingas. A maior parte das espécies ocorre em clareiras, margens de cursos d' água, áreas de transição vegetacional, e podem, eventualmente, desenvolver-se em áreas de cultivo. Concluiu-se que este gênero necessita de uma revisão pois determinados grupos, como o das espécies bilabiadas, não apresentam caracteres taxonômicos consistentes para a separação a nível de espécies.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Hilton Silveira Pinto; Hilton Silveira Pinto [Orientador]

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Soja Crescimento (plantas)

ISBN:

Date of Publication:

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.