Details

Mecanismos de formação papel dos corpúsculos lipídicos nos eosinófilos na resposta inflamatória alergica

by de Abreu, Adriana Vieira

Abstract (Summary)
Os corpúsculos lipídicos são inclusões citoplasmáticas ricas em lipídios, responsáveis pela formação de enzimas formadores de eicosanóides em respostas inflamatórias. A formação e função dos corpúsculos lipídicos na inflamação alérgica in vivo não havia sido investigada. Neste trabalho nós estudamos a formação dos corpúsculos lipídicos em eosinófilos recrutados para o foco inflamatório in vivo. Usando um modelo de pleurisia alérgica, nós detectamos um influxo de eosinófilos paralelo à formação de corpúsculos lipídicos em eosinófilos recrutados 24h após o desafio antigênico. Avaliamos os mecanismos de regulação destes fenômenos pelo uso de anticorpos neutralizantes contra eotaxina, RANTES e CCR3. Ambos influxo de eosinófilos e a formação de corpúsculos induzidos pelo alergeno foram parcialmente inibidos pelos tratamentos. Alem disso, RANTES ou eotaxina também induziram significantemente o influxo e a formação de corpúsculos lipídicos 6 h após o tratamento. O envolvimento do MIF na formação de corpúsculos lipídicos em eosinófilos também foi investigada. MIF foi capaz de induzir a formação de corpúsculos lipídicos por eosinófilos humanos in vitro, um fenômeno que foi inibido pela neutralização do possível receptor para MIF, o CD74. Igualmente, a administração de MIF também induziu um infuxo de eosinófilos e formação dos corpúsculos lipídicos. Usando um modelo de asma, nós observamos que o desafio antigênico induziu paralelamente o influxo de eosinófilos, aumento dos níveis de MIF, eotaxina e cisLTs no lavado broncoalveolar assim como a formação de corpúsculos lipídicos nos eosinófilos recrutados. Os animais deficientes para MIF apresentaram uma marcada redução da migração de eosinófilos no pulmão. A quantificação de cisLTs e eotaxina revelou uma drástica redução em animais deficientes para MIF desafiados com OVA, indicando uma regulação seletiva de mediadores inflamatórios pelo MIF durante a inflamação alérgica. Por imunomarcação, nós detectamos a presença da enzima 5-LO, envolvida no metabolismo do leucotrieno dentro dos corpúsculos lipídicos dos eosinófilos formados in vivo após o desafio antigênico. Além disso, a imunolocalização de LTC4 neo-sintetizado demonstrou que os corpúsculos lipídicos são sítios de formação de eicosanóides dentro dos eosinófilos migrados. Nós também avaliamos as propriedades anti-alérgicas do extrato de uma bromeliácea brasileira N. procerum, focando seus efeitos na eosinofília alérgica. Nos observamos que o pré-tratamento com a N. procerum, reduziu o influxo de eosinófilos ativados pelo desafio alérgico. A N. procerum também foi capaz de reduzir os números de corpúsculos lipídicos e a ativação de eosinófilos. Estes resultados sugerem que N.procerum tem uma importante função em modular a indução da formação de corpúsculos lipídicos e síntese de mediadores lipídicos na resposta inflamatória alérgica.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Christianne Bandeira de Melo; Patricia Torres Bozza

School:Faculdades Oswaldo Cruz

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:IMUNOLOGIA Resposta Alérgica Sistema Imunológico

ISBN:

Date of Publication:08/04/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.