Details

Influencia de instrumentos cortantes rotatorios na resistencia de união de sistemas adesivos sobre a dentina

by Junior, Osvaldo Wodevotzky

Abstract (Summary)
O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de diferentes tipos de instrumentos cortantes rotatórios na resistência de união à dentina e no padrão de fratura de sistemas adesivos convencional e autocondicionante. Superfície de dentina cortada com diferentes instrumentos cortantes rotatórios e aplicado sistema adesivo, convencional e autocondicionante de passo único e analisado a resistência de união e o padrão de fratura. Foram selecionados 16 terceiros molares humanos que tiveram o terço oclusal removido a raiz seccionada 5mm abaixo da junção amelo-cementária. Em seguida, o dente foi cortado em quatro partes semelhantes, duas no sentido mesio-distal e duas no sentido vestíbulo-lingual, obtendo-se então quatro quartos de dente. Cada quarto da coroa dental foi posicionado em um dispositivo, onde estava posicionada uma caneta de alta rotação, e então cortado a 1,5mm do corno pulpar, com broca carbide 56 (BC 56), ou ponta diamantada de granulação média 1090 (PD 1090), ou ponta diamantada 3101F (PD 3101F) de granulação fina. Para a lixa 600 (controle), os quartos da coroa dental foram cortados com um disco de diamante a 2,0 mm da câmara pulpar. Em seguida, a superfície dentinária foi desgastada com uma lixa de carbeto de silício de granulação 600 (L#600) até atingir a distancia de 1,5mm do corno pulpar. Após os tratamentos especificados, o sistema adesivo foi aplicado sobre a superfície da dentina, conforme as recomendações do fabricante. Grupo 1 foi utilizado o sistema adesivo convencional Single Bond (3M ESPE); Grupo 2 sistema autocondicionante XENO III; (Dentsply). Após a foto ativação, foi construído um bloco de resina composta, de forma incremental, até a altura de 5 mm. Os espécimes foram armazenados em água destilada por 12 horas a 37OC, e em seguida, posicionado e cortados, em uma cortadeira de precisão para se obter o paralelogramo de 1mm2 . Os espécimes foram novamente armazenados em água destilada por mais 12 horas a 370C e submetido ao teste de tração em uma máquina de ensaio universal INSTRON. Os resultados foram submetidos à Análise de Variância e Teste de Tukey (p<0,05). Para o grupo 1 ( Single Bond), os resultados foram os seguintes em MPa: PD 1090- 38,71 ±16,59; PD 3101F- 38,52 ±14,52; BC 56- 43,78 ±13,70 e L#600- 41,77 ±12,88. Os valores não apresentaram diferença estatisticamente significante entre si, para os quatro tratamentos. Para o grupo 2 ( Xeno III), os resultados foram PD 1090- 22,13 ±7,40; PD 3101F- 29,82 ±12,07; BC 56- 23,80 ±8,55 e L#600- 35,61 ±14,03. Os valores de resistência de união não apresentaram diferença estatística entre si para os instrumentos cortantes rotatórios. No entanto, os valores obtidos para as L#600 foram estatisticamente superiores e significativos em relação ao uso dos tipos instrumentos cortantes rotatórios, PD 1090 e BC 56, exceto para PD 3101F. O padrão de fratura foi predominantemente na camada híbrida para todos os casos
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Mario Fernando de Goes; Mario Fernando de Goes [Orientador]; Saulo Geraldeli; Mario Alexandre Coelho Sinhoreti

School:Universidade Estadual de Campinas

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Camada de esfregaço

ISBN:

Date of Publication:07/31/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.