Details

Gymnasio Mineiro de Uberlandia: o processo de disciplinarização escolar (1937-1945)

by Resende Araújo, Daniella Soraya

Abstract (Summary)
Trata-se de uma pesquisa sobre a atual Escola Estadual de Uberlândia, no períodocompreendido entre 1937 e 1945. O objetivo deste estudo é apresentar as análisesrelacionadas à cultura no espaço escolar do Gymnasio Mineiro de Uberlandia, por meio dasdisciplinas escolares, como forma de sedimento de padrões de comportamento nos alunos,durante o Estado Novo. Por meio do levantamento das disciplinas escolares ministradas e dascondutas valorizadas, identificou-se a influência do contexto sócio-político-econômicobrasileiro na formação dos alunos das escolas estaduais, especialmente o Gymnasio Mineirode Uberlandia; analisou-se o papel exercido pela escola na materialização dos fundamentosdo Estado Varguista, traçou-se a relação existente entre a organização dos espaços escolares ea necessidade de separação dos sexos, como também a disciplinarização dos corpos eobservou-se a influência dos conteúdos das disciplinas ministradas, com o objetivo de?esculpir? o tipo de cidadão que a escola buscava formar. Para que a realização de taisanálises fosse possível, foi feita uma revisão bibliográfica, que objetiva rediscutir o papeldesempenhado pelas instituições educacionais no cenário social do qual fazem parte. Estainvestigação também se ancorou nos documentos oficiais do arquivo do Gymnasio Mineiro deUberlandia, correspondentes ao período do Estado Novo e nas reportagens sobre estainstituição, nos jornais locais A Tribuna e O Reporter. Também se respaldou as análises nosdepoimentos colhidos dos ex-professores, ex-aluno e ex-inspetora de alunos, que vivenciaramo processo, no período 1937-1945. A legislação educacional mineira e federal foram outrasfontes documentais pesquisadas, as quais deram suporte às análises. Constatou-se que acultura escolar do Museu estava relacionada à cultura social mais ampla, pois contribuía paraformar o indivíduo disciplinado. O espaço escolar do GMU foi projetado para ser uma?máquina? de ensinar, de vigiar, de hierarquizar e de recompensar, por meio do controle e davigilância constante e sutil dos corpos e das mentes e, principalmente, da distribuiçãoestratégica dos corpos nos espaços. Controlava-se o tempo, as atividades, a maneira de ser, osdiscursos, o corpo e a sexualidade dos indivíduos. Mesmo assim, alguns alunosdesrespeitaram as normas e foram punidos, por meio do dispositivo gratificação-sanção, oqual quantificava, classificava e punia ou recompensava o indivíduo, de acordo com o seucomportamento e o seu desempenho. Esta punição visava à redução dos desvios, porémverificou-se que as penas aplicadas aos transgressores não alcançaram plenamente seusobjetivos, pois houve muitas resistências. Os comportamentos de alguns alunos não foramremodelados e suas consciências não foram redirecionadas, apesar da cultura e do cotidianoescolar do Museu nessa época terem sido propícios a disciplinarização dos corpos e dasmentes. Contrariamente aos ensinos recebidos, determinados saberes não ?funcionavam?diante de certos alunos, daí a existência de resultados avaliativos negativos e de repreensões adeterminadas atitudes.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Décio Gatti Júnior

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:EDUCACAO Educação - História

ISBN:

Date of Publication:08/28/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.