Details

Fenologia dos vôos de acasalamento em formigas tropicais

by do Nascimento, Ivan Cardoso

Abstract (Summary)
Foi estudada a fenologia reprodutiva de formigas em duas localidades ? no Município de Viçosa, Minhas Gerais e Ilhéus, Bahia. Em Viçosa foi examinada a atividade de vôos de machos do gênero Labidus (Ecitoninae), através de uma exaustiva série de coletas realizadas com armadilha luminosa entre os anos de 1981 e 1998. Foram coletados 368 machos em três espécies: Labidus nero, L. coecus e L. praedator. Foi pela primeira vez registrada para uma mesma localidade a presença de três espécies do gênero e estas exibiram uma marcada sazonalidade na atividade de vôo. Esse assincronismo sugere que a sazonalidade pode estar agindo como mecanismo de isolamento reprodutivo dessas espécies. A ocorrência de L. nero, assim como diversos registros recentes de operárias de L. mars na mesma localidade, levou à conclusão de que L. nero é de fato sinônimo junior de L. mars. No município de Ilhéus, foram realizadas coletas diárias com o auxílio de armadilhas luminosas durante todo o ano de 2004. Espécimes de Ecitoninae foram estudados separadamente, sendo registrado um total de 1285 machos distribuídos em 15 espécies. Estas apresentaram seu período reprodutivo concentrado principalmente entre os meses de novembro a fevereiro. Sincronismo na atividade de vôos foi observado para as espécies de Neivamyrmex e Eciton, enquanto segregação ocorreu em Labidus à semelhança do observado para esse gênero no município de Viçosa. Foi desenvolvido um modelo a fim de explicar a abundância dos alados ao longo do ano, baseado nos fatores temperatura e chuva e na interação entre estes. Somente o fator temperatura foi significativo. Isto está provavelmente relacionado ao modo de fundação de novas colônias por fissão conhecido para os Ecitoninae. Quando considerado o conjunto das espécies da família Formicidae para o município de Ilhéus, foram coletados 140.450 indivíduos que se distribuem em 228 morfoespécies. Para as 27 espécies analisadas (as mais freqüentes nas observações), a atividade de vôo de fecundação se verificou em pelo menos oito meses do ano, com intensidade máxima em novembro. Cerca da metade dessas espécies teve sexuados alados voando durante cinco a oito meses do ano, fenômeno que provavelmente depende da pequena variação das temperaturas médias que se verifica ao longo do ano em Ilhéus. Verificou-se que a ocorrência de chuva é também necessária, porém, insuficiente para induzir a atividade de vôo na maioria das espécies. Esta depende mais, provavelmente, dos mecanismos de fundação de colônias próprios a cada uma das espécies estudadas.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Terezinha Maria Castro Della Lúcia; Paulo Sérgio Fiúza Ferreira; Lúcio Antonio de Oliveira Campos; José Lino Neto; Jacques Hubert Charles Delabie

School:Universidade Federal de Viçosa

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Amostragem Fenologia reprodutiva ZOOLOGIA

ISBN:

Date of Publication:02/24/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.