Details

Fauna flebotomínea na bacia do Rio Araguari, antes, durante e após a construção da barragem da Usina Hidrelétrica Capim Branco I, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil American Cutaneous Leishmaniosis; American Visceral Leishmaniosis; Medical Geography; Phlebotomine; Hydroelectric Power Plant 'Capim Banco I'; Lutzomyia

by Lemos, Jureth Couto

Abstract (Summary)
As Leishmanioses Tegumentar Americana - LTA e Visceral Americana ? LVA são doençasinfecto-parasitárias não contagiosas de caráter zoonótico, causadas por protozoários de váriasespécies do gênero Leishmania, que acometem o homem e diversas espécies de animaisdomésticos e silvestres. São doenças consideradas reemergentes por reaparecerem ou seexpandirem de maneira a atingirem outras regiões, nas quais a sua presença não tinham sidoassinaladas. A Organização Mundial de Saúde considerada a LTA como a segunda doençamais importante causada por protozoários para a saúde pública. Os vetores da LTA e da LVAsão flebotomíneos do gênero Lutzomyia, e que no mundo são conhecidas aproximadamente,800 espécies, das quais 229 são encontradas no Brasil. Destas cerca de 40 espécies sãoconsideradas suspeitas ou já foram comprovadas como vetores das Leishmanioses. Por isso,este trabalho teve como objetivo monitorar a fauna flebotomínia da área de implantação dabarragem da Usina Hidrelétrica Capim Branco I, na bacia do Rio Araguari, no Município deUberlândia, MG, antes e durante sua construção e após o enchimento do lago, relacionando-acom as alterações ambientais e com os elementos climáticos. A barragem da UsinaHidrelétrica Capim Branco I foi construída na latitude 18°47?25?S e longitude 48°08?50?W,no km 150 do rio Araguari, a partir de sua foz, junto à ponte do Pau Furado. Esta pesquisa foirealizada de maio de 2003 a dezembro de 2006, sendo iniciada pela demarcação dos pontospara a realização das capturas. Optou-se por escolher dois pontos de coleta na área deimplantação da Usina. O primeiro ponto foi definido ao lado da ponte do Pau Furado e osegundo ponto, a aproximadamente 184m da margem do rio. Para capturar os flebotomíneosforam utilizadas armadilhas do tipo Shannon com fonte de luz de 1 lampião a gás comcamisinhas de 500 velas, três armadilhas luminosas do tipo CDC (Center on Disease Control),alimentadas com baterias de seis Volts cada e tubo de sucção, capturador de Castro. Paraestudar a dinâmica ambiental da área, foi traçado um Perfil Ecológico. Foram realizadas 87capturas com 522h de trabalho de campo e 1500h de laboratório. Foram capturados 301flebotomíneos de dois gêneros 160 flebotomíneos do gênero Brumptomyia e 141 Lutzomyia,sendo 199 capturados nas armadilhas de CDC e 102 na armadilha de Shannon. 135 forammachos e 166 fêmeas. Por se capturar duas espécies responsáveis na transmissão deLeishmania que causa a LTA na Região Sudeste (L. whitmani e L. neivai) e a espécieresponsável na transmissão de Leishmania que causa LVA no Brasil (L. longipalpis), se faznecessário um Sistema de Vigilância Ambiental em Saúde com ações de prevenção e controlede flebotomíneos, com intuito de evitar riscos à saúde dos moradores do Assentamento ?VidaNova? como também aos visitantes que forem a este local para atividades de lazer, como apesca.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Carlos Alberto Paraguassu Chaves; Carlos Henrique Alves de Rezende; Eunice Aparecida Bianchi Galati; Julio Cesar de Lima Ramires; Samuel do Carmo Lima

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Leishmaniose tegumentar americana Geografia médica Hidrelétrica Capim Branco I American cutaneous leishmaniosis Hydroelectric power plant Banco GEOGRAFIA

ISBN:

Date of Publication:09/17/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.