Details

Fatores de personalidade e percepção de risco podem predizer o comportamento de risco? Um estudo com universitários

by Mundim-Masini, Amanda Almeida

Abstract (Summary)
O risco é um construto subjetivo que possui diferentes sentidos para diferentes pessoas, assimcomo a percepção da sua probabilidade de ocorrência. Ele está sujeito às influências de diversosfatores psicológicos, sociais, institucionais e culturais. Apesar de a percepção de risco serentendida como um processo analítico de informações, há necessidade de considerar também ainfluência de questões experienciais e do pensamento intuitivo, guiados por processos emocionaise afetivos. Comportamento de risco é qualquer ação que possui pelo menos uma consequênciaincerta, podendo ser positiva ou negativa. Desse modo, um dos objetivos da teoria da decisão éestudar e proporcionar estratégias de tomada de decisão sob condições de risco e incerteza, paraque as pessoas consigam atingir satisfatoriamente seus objetivos e expectativas. Diante disto, opresente estudo tem como objetivo conhecer o impacto da personalidade e da percepção de riscosobre o comportamento de risco, bem como o impacto da personalidade sobre a percepção derisco. A pesquisa contou com uma amostra constituída por 122 estudantes universitários. Paraverificar o relacionamento entre as variáveis, foram realizadas análises de correlação e deregressões múltipla e linear simples, além de análise de variância para verificar possíveisdiferenças entre as médias das sub-amostras de estudantes de biomédicas, exatas e humanas. Osresultados obtidos apontam os traços de personalidade como melhores preditores docomportamento de risco do que os fatores de percepção de risco. Além disso, a personalidadetambém prediz consideravelmente a percepção de risco. A resposta afetiva ao risco, investigadaneste estudo através dos traços de personalidade, exerce um papel significativo no processo dejulgamento. Finalmente, não houve diferença significativa entre as sub-amostras quandocomparadas nos fatores de cada uma das variáveis (traços de personalidade, comportamento derisco e percepção de risco), exceto no fator socialização, no qual os estudantes de biomédicas apresentaram uma média superior à média obtida pelos alunos de humanas e exatas. Os dados, notodo, oferecem fortes sugestões da necessidade de se considerar fatores cognitivos e afetivos noprocesso de tomada de decisão e julgamento sob risco.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Marilia Ferreira Dela Coleta; José Augusto Dela Coleta; Ederaldo Jose Lopes

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Percepção de risco Comportamento humano Processo decisório (Psicologia)

ISBN:

Date of Publication:02/20/2009

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.