Details

Estudo do papel da intervenção de Serviço de Assistência Domiciliar para pacientes co-infectados por Vírus da Imunodeficiência Humana e Tuberculose recém desospitalizados de hospital referência em Belo Horizonte MG sobre a interrupção das terapias anti-retroviral etuberculostática Belo Horizonte 2006

by Pla Bento, Carlos Alessandro

Abstract (Summary)
Introdução: Este trabalho se propõe avaliar a efetividade da intervenção do serviço da Assistência Domiciliar Terapêutica (ADT) do Hospital Eduardo de Menezes (HEM), sediado no município de Belo Horizonte Minas Gerais, comparado com a assistência exclusivamente ambulatorial entre pacientes co-infectados por Vírus da Imunodeficiência Humana e Tuberculose (VIH/TB) quanto à taxa de sucesso no tratamento de TB e à interrupção da terapia Anti-retroviral (ARV) e/ou tuberculostática por período de um ano após a alta hospitalar. Métodos: Realizou-se estudo de Coorte não concorrente, não randomizado e não pareado. Analisaram-se todos os prontuários de pacientes que obtiveram alta do HEM com diagnóstico de infecção por VIH entre o período de 01 de janeiro de 1998 a 31 de dezembro de 2002. No período estudado, 1363 prontuários foram revisados. Foramencontrados critérios de inclusão em 286 pacientes, destes foram excluídos 65, restando 221 prontuários que formaram 240 unidades amostrais. A comparação entre os grupos para a conclusão do tratamento de TB foi realizada pelo método de regressão linear e a comparação das taxas de interrupção das terapias ARV e/outuberculostática pelo método de regressão logística de Cox. Foram avaliados fatores de risco para interrupção das terapias através de análises uni e multivariadas. Valores de p inferiores a 0,05 foram considerados significativos. Resultados: Das 240 unidades amostrais do estudo, 57 foram submetidas à intervenção da ADT/HEM (grupo 1) e 183 foram assistidas exclusivamente por serviços ambulatoriais (grupo 2). A conclusão do tratamento de TB foi obtida por 73,7% dos pacientes do grupo 1 e por 72,7% dos pacientes do grupo 2 com p igual a0,882 e coeficiente beta () igual a -0,10 e intervalo de confiança (IC) de 95% entre - 0,14 e 0,12. A interrupção das terapias foi desenvolvida por 28,1% dos pacientes do grupo 1 contra 42,1% dos pacientes do grupo 2 com p igual 0,129 e Relative Hazard (RH) de 0,65 com IC 95% entre 0,37 e 1,13. Na análise multivariada, para o grupo 1, o fator de risco mais importante para a interrupção da terapia foi ser mais jovem que 35anos com p igual a 0,030 e RH de 4,19. Para o grupo 2, os fatores de risco mais importantes foram o histórico de uso de drogas ilícitas com p igual a 0,001 e RH de 2,52, pacientes do sexo feminino com p igual a 0,003 e RH de 2,37, culturas negativas para micobactérias com p igual a 0,015 e RH de 2,01, a escolaridade inferior a oito anos com p igual a 0,026 e RH de 3,82, idade inferior a 35 anos com p igual a 0,041 eRH de 1,77 e a não introdução da terapia ARV de alta potência (HAART) antes da alta hospitalar com p igual a 0,045 e RH de 1,73.Conclusões: Ambos os serviços devem melhorar as suas taxas de sucesso para a terapia de TB para atingir as metas da Organização Mundial de Saúde (OMS). Pacientes mais jovens que 35 anos, sem outros fatores de risco para interrupção da terapia, devem ser, preferencialmente, encaminhados para serviços ambulatoriais. Jápacientes usuários de drogas ilícitas, do sexo feminino, com escolaridade inferior a oito anos, que ainda não iniciaram HAART durante a internação devem, preferencialmente, ser encaminhados para intervenção da equipe da ADT/HEM após a alta hospitalar. O período de um ano de seguimento pode ter sido muito curto para avaliar o desfecho principal.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Enio Roberto Pietra Pedroso; Dirceu Bartolomeu Greco; Renato Camargos Couto

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Síndrome de imunodeficiência adquirida/terapia DeCS adquirida/complicações Tuberculose/terapia Tuberculose/complicações Resultado tratamento Recusa do paciente ao Fatores risco Falha Terapia anti-retroviral alta atividade Alcoolismo Escolaridade Transtornos mentais

ISBN:

Date of Publication:04/05/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.