Details

Estudo de prevalência, gravidade e impacto da dor de dente na vida diária de crianças da cidade de Belo Horizonte

by Paula Reis, Eliane de

Abstract (Summary)
A relação entre saúde bucal, bem-estar e qualidade de vida tem recebido maior atenção da Odontologia, tendo em vista a sua aproximação da proposta de promoção de saúde. Neste contexto, considerações sobre a dor de dente, fonte motivadora de parte expressiva das consultas odontológicas, tornam-se relevantes. Assim, os objetivos deste estudo foram avaliar a prevalência, agravidade e o impacto da dor de dente na vida diária de crianças da cidade de Belo Horizonte. Participaram da pesquisa 601 estudantes das redes municipal, estadual e particular de ensino, de oito e nove anos de idade e ambos os sexos, e seus responsáveis. A divisão da amostra por regionais e redes de ensino baseou-se no número de escolas distribuídas no município. Através de sorteio aleatório, nove escolas foram visitadas. A coleta de dados foi realizada mediante a aplicação de um questionário aos pais, e de entrevista, exames clínicos e uma escala de faces às crianças, instrumentos previamente testados em dois estudos-piloto. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de �tica emPesquisa da UFMG e termos de consentimento livre e esclarecido foramassinados por cada um dos responsáveis e escolas participantes. A taxa de devolução foi de 88,1%. Os dados foram processados no programa Statistical Package for Social Science e aplicados os testes qui-quadrado e razão das chances. Os resultados revelaram que: crianças na faixa etária de oito e nove anos, em Belo Horizonte, têm uma alta prevalência de dor de dente (45,9%); quanto mais elevados o grau de escolaridade materna e o grupo econômico ao qual a criança pertence, menores a prevalência e a gravidade da dor de dente;as crianças, nesta faixa etária, sofrem grande impacto em sua qualidade de vida, em função do prejuízo às suas atividades cotidianas e dos riscos à saúde geral imputados pela dor de dente; pais e responsáveis também sofrem grandes prejuízos em suas atividades normais por causa da dor de dente infantil; o impacto para a vida da criança foi semelhante entre os três grupos econômicos pesquisados e entre os filhos de mães com diferentes graus de escolaridade; o gênero não teve influência na experiência de dor de dente 2 0 infantil, tampouco na gravidade ou impacto; a experiência de dor de dente nas crianças esteve associada a causas patológicas, principalmente a problemasdentários e do periodonto, ou seja, à pior condição clínica bucal; crianças com estas alterações apresentaram, respectivamente, 1,90 e 1,92 vezes mais chance de ter dor de dente do que aquelas sem tais alterações; já para a gravidade e o impacto da dor de dente, fatores patológicos e fisiológicos concorreram igualmente, sem predominância de uns sobre os outros.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Isabela Almeida Pordeus; Efigenia Ferreira e Ferreira; Saul Martins de Paiva; Paulo Nadanovsky

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:dor de dente teses saãºde bucal promoã§ã£o odontologia aspectos sociais

ISBN:

Date of Publication:02/05/2003

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.