Details

Estudo de eventos hidrológicos extremos na bacia do Rio do Peixe - SC com aplicação de índice de umidade desenvolvido a partir do tank model

by Lindner, Elfride Anrain

Abstract (Summary)
A Bacia Rio do Peixe, no Meio-Oeste do Estado de Santa Catarina, sofre de desastres naturais, causados pelo excesso e pela escassez de precipitação. A bacia foi estudada em quatro áreas incrementais, nas sub-bacias delimitadas pelas estações fluviométricas de Rio das Antas (Pe1, 803 km2); de Tangará (Pe2, 2.018 km2); de Joaçaba (Pe4, 3.708 km2) e de Piratuba (Pe4, 5.238 km2), esta última correspondendo à Bacia Rio do Peixe. Foram utilizados os dados hidrometeorológicos diários de 1977 a 2004. Os valores médios, em mm.d-1, de precipitação (P), de evapotranspiração potencial (ETP), evapotranspiração real (ETR) foram 4,70; 2,83; 2,32 (Pe1); 4,83; 2,85; 2,63 (Pe2); 4,93; 2,90; 2,53 (Pe3) e 4,95; 2,95 e 2,73 (Pe4), respectivamente. O Tank Model, com quatro reservatórios em série e doze parâmetros, foi calibrado e validado para cada uma das quatro bacias. Os valores médios diários de vazões observadas e calculadas, em mm.d-1, foram de: 2,38 e 2,43 (Pe1); 2,20 e 2,19 (Pe2); 2,40 e 2,35 (Pe3); 2,22 e 2,18 (Pe4), respectivamente. Foi utilizado um critério de objetivos múltiplos para calibração e validação, resultando no ajuste adequado do Tank Model. Os coeficientes de Nash-Sutcliffe e logaritmo de Nash foram respectivamente: 73% e 78% (Pe1); 80% e 83% (Pe2); 88 e 88% (Pe3); 84% e 84% (Pe4). O índice de umidade Tank (IUT), foi desenvolvido a partir do Tank Model, considerando o armazenamento diário de água em todos os reservatórios, com o uso de valores de tendência central (média e mediana) de toda a série histórica. O IUT, com intervalos de zero a dez, foi aplicado para analisar 290 decretos municipais de situação de emergência e/ou de calamidade pública provocados por desastres naturais decorrentes de excesso ou de escassez hídrica na bacia, para o período de 1977-2004. Sob o enfoque da mediana, o índice de umidade Tank propiciou melhor ajuste do que o uso da média, correspondendo a 84% para enchentes, em 161 decretos de excesso hídrico, e 90% para estiagem, em 129 decretos de escassez hídrica. O IUTmd e a vazão calculada pelo Tank Model tiveram 0,97 de correlação por regressão segmentada. O presente trabalho mostrou que o IUT, em base diária, é aplicável aos eventos hidrológicos extremos, sendo útil para o alerta de enchentes, como também para a análise da continuidade da estiagem. O IUT, portanto, pode ser uma ferramenta para a tomada de decisões no gerenciamento dos recursos hídricos de uma bacia.
Bibliographical Information:

Advisor:Davide Franco; Masato Kobiyama; Akemi Kan; Robin Thomas Clarke; Eduardo Mario Mendiondo; Peter Batista Cheung

School:Universidade Federal de Santa Catarina

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:engenharia ambiental inundações peixe rio do bacia sc previsão umidade indices engenharias

ISBN:

Date of Publication:05/24/2007

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.