Details

Estudo de associação entre Síndrome de Tourette e genes da via Slit-Robo

by de Miranda, Debora Marques

Abstract (Summary)
A Síndrome de Gilles de la Tourette (ST) é uma entidade neuropsiquiátrica caracterizada pela presença de tiques e com importante componente hereditário. Muitos grupos vêm estudando os aspectos genéticos da ST, mas frequentemente os dados não se sustentam em estudos posteriores. Recentemente, foi descrita a presença de mutação do gene Slit and Trk-like family member 1 (SLITRK1) como gene correlacionado com a ST em três pacientes não-relacionados. A família das proteínas SLIT e seus receptores, os ROBO, aparentemente estão envolvidos no direcionamento axonal em relação ao cruzamento da linha média na medula vertebral. O objetivo do nosso estudo foi esclarecer se a via slit/robo está geneticamente associada à Síndrome de Tourette. Considerando que a participação nessa doença ainda é incerta, visto que apenas 0,6% dos pacientes de um único estudo apresentam alterações no gene SLITRK1, inicialmente procuramos estabelecer o papel do gene da SLITRK1 na nossa amostra de crianças com diagnóstico de Síndrome de Tourette, e posteriormente selecionamos outros genes correlacionados com SLITRK1 e que são codificados em regiões cromossômicas que apresentam linkage com a Síndrome de Tourette. Foram escolhidos para estudo os genes SLIT2, SLITRK1, ROBO 3 e ROBO4. Nossa amostragem é constituída por famílias de trios e famílias com um ou mais membros afetados com ST. A replicação do estudo de Abelson e colaboradores (2005) foi feita utilizando análise por DHPLC da região codificadora de SLITRK1 e posterior sequenciamento das amostras que apresentaram alterações na cromatografia. Os demais genes estudados foram avaliados a partir da genotipagem de tagSNPs. Todos os dados foram analisados utilizando-se testes estatísticos, como TDT e análise de haplótipos ambos realizados no UNPHASED e capazes de avaliar a associação e o poder do estudo. Como resultado, foram confirmados os achados de alteração no gene da SLITRK1 em paciente com ST. O estudo dos genes ROBO3 e ROBO4 não encontrou associação com a ST. Dois polimorfismos do gene da SLIT2 apresentam desvio de transmissão em pacientes com ST. E foi encontrada 9associação entre dois tagSNPs do gene da SLIT2 e a ST. Dessa forma, os genes SLIT2 e SLITRK1 são genes possivelmente relacionados com ST e devem ser continuamente investigados
This document abstract is also available in English.
Document Full Text
The full text for this document is available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Luiz Armando Cunha De Marco; Antonio Lucio Teixeira Junior; Francisco Eduardo Costa Cardoso; Rodrigo Nicolato; LEONARDO FRANKLIN DA COSTA FONTENELLE; JOÃ?O LUCIANO DE QUEVEDO

School:Universidade Federal de Minas Gerais

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:gilles de la tourette sã­ndrome aspectos genã©ticos teses distãºrbios psicomotores tique

ISBN:

Date of Publication:11/30/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.