Details

Estudo das alterações renais e vasculares induzidas pelo veneno de Tityus serrulatus

by Sousa Alves, Renata de

Abstract (Summary)
No Brasil, são notificados, anualmente, cerca de 8.000 acidentes escorpiônicos. A espécie Tityus serrulatus, popularmente conhecido como escorpião amarelo, pertence à classe Arachnidea, ordem Scorpionidae, familia Buthidae, subfamília Tityinae, gênero Tityus. É encontrado nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Goiás, Mato Grosso do Sul e Ceará, sendo responsável pelos acidentes com maior gravidade e letalidade. Os efeitos do veneno de T. serrulatus (VTs), sobre a fisiologia renal humana, mostraram aumentar os parâmetros renais, uréia e creatinina. Entretanto, na perfusão de rins de ratos, osefeitos não haviam sido testados até agora. O objetivo desse trabalho foi estudar os efeitos renais e a reatividade vascular induzidos pelo veneno do escorpião Tityus serrulatus. Foram utilizados ratos Wistar machos pesando entre 250 e 300g, cujos rins foram isolados e perfundidos com Solução de Krebs-Hanseleit contendo 6g% de albumina bovina previamente dialisada. Os efeitos de veneno de T. serrulatus, nas concentrações de 1, 3 e 10 amp;#956;g/mL (n=6), foram estudados sobre a Pressão de Perfusão (PP), Resistência Vascular Renal (RVR), Fluxo Urinário (FU), Ritmo de Filtração Glomerular (RFG), Percentual de Transporte Tubular de Sódio (%TNa+), de Potássio (%TK+) e de Cloreto (%TCl-). O veneno de T. serrulatus foi adicionado após 30 minutos de controle interno e aumentou a PP (PP30? = 112,4 ± 2,0 vs PP60? = 145,8 ± 17,4mmHg*,*plt;0,05), a RVR (RVR30? = 5,88 ± 0,33 vs RVR60? = 7,52 ± 0,86mmHg/mL.g-1.min-1*,*plt;0,05) e diminuiu o RFG (RFG30? = 0,671 ± 0,076 vs RFG120? = 0,467 ± 0,062mL.g-1.min-1*,*plt;0,05) e o FU (FU30? = 0,147 ± 0,011 vs FU90?= 0,119 ± 0,013mL.g-1.min-1*,*plt;0,05). O leito mesentérico foi perfundido, com solução de Krebs, sob a temperatura de 37ºC, a um fluxo constante (4mL/min), enquanto a pressão de perfusão era mensurada através de um transdutor de pressão. Os efeitos vasculares do veneno de T. serrulatus 10amp;#956;g/mL/min; n = 6) foram examinados e comparados com a infusão apenas da solução perfusora. A infusão do veneno de T. serrulatus aumentou a pressão basal de perfusão do leitomesentérico isolado (pressão basal: 74,17 ± 3,42 vs VTs 151,8 ± 17,82mmHg*, *plt;0,05). A avaliação histológica revelou depósitos de proteínas nos túbulos renais e nos espaços urinários dos rins perfundidos com o veneno de T. serrulatus. Isso pode revelar que houve um extravasamento do perfusato para o parênquima, devido, provavelmente, ao aumento da pressão hidrostática promovida por VTs. O venenode T. serrulatus, então, promove efeitos hemodinâmicos renais que elevam a resistência e a pressão de perfusão, forçando a passagem de proteínas para os túbulos e diminuindo o ritmo de filtração glomerular e o fluxo urinário.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Helena Serra Azul Monteiro; Alice Maria Costa Martins; Gisela Costa Camarão; Maria Elisabete Amaral de Moraes

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Perfusão Renal Leito Vascular Mesentérico Venenos de Escorpião Rim - fisiopatologia

ISBN:

Date of Publication:07/11/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.