Details

Estudo das atividades antifúngica, antiinflamatória intestinal e antinociceptiva visceral do látex do croton urucurana baill

by Gurgel, Luilma Albuquerque

Abstract (Summary)
O látex vermelho (Sangre de Grado) extraído de algumas espécies de Croton é utilizado na medicina popular no tratamento de câncer, reumatismo, feridas, úlceras, diarréia, cólicas intestinais e no combate às infecções. O presente trabalho teve por objetivo investigar uma possível atividade antimicrobiana do látex do Croton urucurana Baill. (LCU) e seu potencial antiinflamatório intestinal e antinociceptivo visceral. Foram utilizados os modelos de colite induzida por ácido acético e lesão intestinal induzida por isquemia-reperfusão mesentérica em ratos; contorções abdominais induzidas por ácido acético, cistite induzida por ciclofosfamida e dor visceral induzida por capsaicina em camundongos; além de modelos, in vitro, avaliando as atividades antibacteriana e antifúngica do LCU. No modelo de colite induzida por ácido acético, o pré-tratamento com LCU (200 e 400 mg/kg, v.r.) reduziu (plt;0,05) a relação peso úmido/comprimento do cólon, a atividade das enzimas mieloperoxidase e catalase e a produção de nitrito em relação ao controle. No modelo de isquemia-reperfusão mesentérica o pré-tratamento com o LCU (200 e 400 mg/kg, v.o.) preveniu (plt;0,01) o aumento das atividades da mieloperoxidase e catalase e o aumento dos níveis de nitrito associados à isquemia-reperfusão. O LCU (200 mg/kg) também preveniu (plt;0,001) a redução no nível de glutationa reduzida neste modelo. Ambas as doses reduziram (plt;0,05) o número de contorções induzidas por ácido acético, o número de comportamentos nociceptivos induzidos pela capsaicina e o tempo de comportamentos relacionados a dor visceral na cistite induzida por ciclofosfamida. O pré-tratamento com naloxona (5 mg/kg, i.p.) reverteu a atividade antinociceptiva do LCU (200 mg/kg, v.o.) no modelo de dor visceral induzida por capsaicina, contudo, a ioimbina (2 mg/kg, i.p.) não foi capaz de reverter tal efeito. A atividade antinociceptiva do LCU, neste modelo, não foi potencializada pela administração de L-nitro arginina metil éster (20 mg/kg, i.p.) ou vermelho de rutênio (3 mg/kg, s.c.). O LCU não demonstrou atividade contra Staphylococcus aureus e Escherichia coli e as leveduras Candida sp., Trichosporon sp. e Malassezia sp., no entanto, apresentou atividade contra os dermatófitos Trichophyton mentagrophytes, Trichophyton tonsurans, Trichophyton rubrum, Microsporum canis e Epidermophyton floccosum no método de difusão em discos e demonstrou concentração inibitória mínima de 1,25 mg/mL para o Trichophyton tonsurans e 2,5 mg/mL para as demais espécies. Os resultados sugerem que o LCU apresenta atividade antiinflamatória intestinal, possivelmente por sua ação antioxidante, além de atividades antinociceptiva visceral e antifúngica. Sua atividade antinociceptiva não depende de mecanismo amp;#945;2-adrenérgico, contudo parece haver envolvimento de mecanismo nitriérgico e opióide, assim como de receptores vanilóides. Estes resultados confirmam o uso popular do LCU e este pode ser explorado como alternativa para o tratamento das dermatofitoses, das doenças inflamatórias intestinais e dos distúrbios da função gastrointestinal
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Vietla Satyanarayana Rao; José Júlio Costa Sidrim; Domingos Tabajara de Oliveira Martins; Marcos Fábio Gadelha Rocha; Eduardo Augusto Torres da Silva

School:Universidade Federal do Ceará

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Inflamação Intestinal Dor Antiinflamatórios

ISBN:

Date of Publication:06/24/2005

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.