Details

Estudo da região promotora do gene PHEX: um gene com expressão alterada na infecção pelo Mycobacterium

by Silva Santos, Sabrina da

Abstract (Summary)
A hanseníase é uma doença infecciosa crônica causada pelo Mycobacterium leprae. Apesar do número de casos registrados de hanseníase no mundo ter reduzido desde 1985, o Brasil é atualmente o quinto país em prevalência de hanseníase no mundo, apresentando uma incidência de mais de 49 mil novos casos a cada ano. Os danos aos nervos periféricos constituem a principal conseqüência da infecção pelo M. leprae, resultando na perda da capacidade sensorial e motora dos mesmos. Entretanto, outro aspecto patológico importante da hanseníase são as alterações na estrutura óssea que contribuem para agravar as deformidades físicas características da doença. Estudos recentes sobre a interação entre o M. leprae e as células humanas revelaram que o M. leprae regula negativamente a expressão do gene PHEX, uma endopeptidase de membrana plasmática relacionada ao metabolismo de fosfato e que participa do processo de mineralização da matriz óssea. Essa modulação da expressão do gene PHEX pelo M. leprae aponta a proteína PHEX como um possível agente molecular nas osteopatias hansenianas. Os mecanismos utilizados pelo M. leprae para a inibição da expressão de PHEX ainda não são conhecidos e para a determinação dos mesmos é importante se estudar a regulação da expressão do gene PHEX. Estes estudos tornam-se complicados, pois a região promotora do gene PHEX humano ainda não foi caracterizada experimentalmente. Assim, o objetivo deste trabalho foi identificar e caracterizar a região promotora do gene PHEX humano. Através da análise por bioinformática de uma seqüência de 4498 bp localizada à frente do início da fase de leitura aberta do gene PHEX humano identificou-se uma região de 1046 nucleotídeos com grandes possibilidades de corresponder à região promotora deste gene. Esta região bem como um fragmento contendo metade da provável região promotora (546 bp) foram obtidas através de PCR utilizando iniciadores específicos. Posteriormente, partiu-se para a clonagem destes fragmentos para que a potencial função reguladora destas regiões fosse analisada por ensaios de ?gene reporter? (luciferase). Assim, o fragmento de 546 bp foi clonado no vetor pGL3-Basic (clone -500) e a clonagem do fragmento de 1046 bp está em andamento. Tanto em osteoblastos quanto em células de Schwann o clone -500 não foi capaz de gerar luminosidade, mostrando que a porção de 546 bp do provável promotor não é suficiente para a indução da expressão do gene PHEX humano. A comparação deste resultado com os obtidos com o promotor murino, aonde foi possível identificar a expressão da luciferase mesmo em contructos muito menores do que o nosso clone -500, sugere que a porção mínima necessária para a indução da expressão de PHEX in vivo varia consideravelmente entre seres humanos e camundongos.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Antonio Jorge Tempone; Maria Cristina Vidal Pessolani

School:Faculdades Oswaldo Cruz

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:BIOLOGIA MOLECULAR Hanseníase Caracterização de promotores Estudo da região promotora do gene PHEX humano: um com expressão alterada na infecção pelo Mycobacterium leprae.

ISBN:

Date of Publication:07/27/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.