Details

Estudo da influência da infecção por Leishmania Chagasi e do impacto da terapêutica específica eficaz no perfil da resposta imune celular de indivíduos portadores de Leishmaniose Visceral

by Magalhães Pascoal, Vanessa Peruhype

Abstract (Summary)
Neste trabalho avaliamos alguns aspectos relacionados ao perfil de resposta imune celular associado à infecção por Leishmania chagasi e à cura após tratamento etiológico eficaz da leishmaniose visceral (LV), através do estudo do perfil de citocinas plasmáticas, dos níveis de óxido nítrico (NO) circulantes, e do perfil de expressão de citocinas intracelulares na ausência de estimulação exógena e após estímulo antigênico específico in vitro com antígeno solúvel de Leishmania (LSA). Nossos resultados sugerem a ocorrência de uma ativação exacerbada e disfuncional do sistema imune nos pacientes com LV clássica, caracterizada pela presença de níveis elevados de citocinas inflamatórias como IL-8, IFN-., TNF-a e IL-6, com concomitante expressão de IL-10. O aumento de citocinas inflamatórias pode estar associado a alterações fisiopatológicas observadas na doença ativa. Já, a presença da IL-10, pode ser importante para a sobrevivência e persistência do parasito no interior dos macrófagos. Esta hipótese é reforçada pela observação nestes indivíduos de uma baixa freqüência de monócitos expressando TNF-a e níveis basais de NO plasmático. Por outro lado, indivíduos com LV assintomática se assemelham aos indivíduos não infectados, apresentando níveis basais de expressão de citocinas e de NO plasmático. Nossas análises demonstraram ainda que nos indivíduos curados há aumento da expressão de citocinas intracelulares por células da imunidade inata e adaptativa, quando comparado aos indivíduos não infectados. Nesse contexto, é importante destacar o grande número de células NK, linfócitos T e B TNF-a+ e linfócitos T IFN-.+, o que poderia contribuir para a ativação de mecanismos leishmanicidas relevantes mediados por macrófagos. Observamos ainda, um número elevado de neutrófilos IL-4+ e linfócitos T IL-4+ e IL-5+, o que por sua ação reguladora, poderia contribuir para o desencadeamento de mecanismos de controle da infecção por Leishmania. No entanto, cabe ressaltar que o papel dessas citocinas, especialmente IL-4, tem sido revisto, sendo a sua participação na inibição da resposta leishmanicida, vinculada à presença de altos níveis de IL-10. Após estímulo in vitro, observamos diferenças interessantes entre indivíduos assintomáticos e pacientes portadores da LV clássica. Nossos dados demonstraram que as células da imunidade inata e adaptativa de indivíduos com LV clássica, responderam à estimulação com LSA, aumentando a expressão das citocinas IL-4 e IL-10 e diminuindo a expressão de TNF-a, IFN-., IL-12 e IL-5. Em conjunto, esses dados sugerem que o estímulo antigênico favorece o estabelecimento de uma resposta imune do tipo 2, favorecendo a sobrevivência do parasito e o desenvolvimento da doença. Em indivíduos assintomáticos, a estimulação com LSA induziu um aumento na expressão tanto de citocinas tipo 1, IFN-. e IL-12, quanto de citocinas tipo 2, IL-4 e IL-10, produzindo um perfil misto de expressão de citocinas, que levaria ao estabelecimento de uma resposta imune balanceada, predominantemente tipo 0. Este perfil de resposta pode ser fundamental para o controle da doença e o estabelecimento de infecção assintomática. Os indivíduos desenvolveriam uma resposta imune modulada favorável à estruição do parasito, evitando assim, alterações patológicas inerentes à LV clássica. Já em indivíduos curados, observamos que o estímulo com LSA induziu um aumento importante na expressão de IFN-. por células da imunidade inata, incluindo neutrófilos, eosinófilos e células NK, bem como um aumento na expressão de IL-12 por monócitos. O aumento da expressão de IL-4 e IL-5 por células da resposta imune adaptativa sugere a participação dessas citocinas também no estabelecimento de mecanismos de proteção anti-Leishmania, uma vez que observamos nestes indivíduos, baixos níveis de IL-10 associado à presença de níveis elevados de IFN-.. Neste contexto, podemos sugerir que, os indivíduos são capazes de montar uma resposta imune do tipo 1, eficaz para o controle da doença e estabelecimento de mecanismos protetores, contribuindo para essa resposta, tanto células da resposta imune inata quanto da resposta imune adaptativa.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Olindo Assis Martins Filho; Rodrigo Corrêa de Oliveira

School:Faculdades Oswaldo Cruz

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Leishmaniose Visceral IMUNOLOGIA

ISBN:

Date of Publication:08/04/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.