Details

Estudo da dispersão na secagem de frutos de café em secador de bandejas vibradas

by Sfredo, Marilia Assunta

Abstract (Summary)
Para estudar a dispersão dos frutos de café durante a secagem, utilizou-se umsecador de bandejas vibradas com reciclo. O secador consiste basicamente de quatroseções: túnel vertical de secagem, sistema de vibração, sistema de injeção de ar aquecido notúnel de secagem e sistema de reciclo dos frutos de café. O túnel de secagem contém quatrobandejas perfuradas por onde escoam os frutos de café e o ar, em fluxo cruzado. A secagemdos frutos de café foi realizada utilizando-se dois planejamentos experimentais, onde asvariáveis estudadas foram, para o primeiro planejamento de secagem: temperatura dosfrutos de café (40; 45 e 50ºC); massa de frutos de café alimentada (11,5; 12,5 e 13,5 kg) evazão de ar de secagem (7; 8 e 9 kg ar/min), a variedade dos frutos de café foram: Acaiá,Catuaí e Mundo Novo; e para o segundo planejamento de secagem: massa de frutos de café(10; 12 e 14 kg) e vazão de ar (7; 8 e 9 kg ar/min), mantendo-se a temperatura dos frutosem 45ºC e a variedade Mundo Novo. Para o primeiro planejamento somente a temperaturados frutos influenciou significativamente o tempo de secagem, onde o maior nível detemperatura reduz em 26,77 h o tempo de secagem. Para o segundo planejamento asvariáveis estudadas não foram significativas para o tempo total de secagem dos frutos decafé. Durante a secagem ocorre encolhimento dos frutos de café, diminuição daesfericidade, da pegajosidade, da densidade aparente e aumento da área superficialespecífica com a diminuição do conteúdo de umidade dos frutos de café. Em relação àqualidade do grão de café, as melhores condições operacionais foram obtidas com maiormassa e maior vazão de ar de secagem. O escoamento do café no túnel de secagem épromovido pela vibração das bandejas acopladas a vibradores eletromagnéticos. Aamplitude de vibração foi determinada por um acelerômetro acoplado a um condicionadorde sinal e a um osciloscópio analógico. A amplitude vibracional diminuiu com adiminuição da umidade dos frutos de café devido ao encolhimento e à diminuição damassa, da pegajosidade, da densidade e do diâmetro dos frutos de café. Durante a secagemforam determinadas a vazão mássica dos frutos de café e a distribuição do tempo deresidência (DTR). Ao final da secagem, o escoamento dos frutos de café ocorre com maiorfacilidade devido a: ausência de pegajosidade dos frutos de café; diminuição da massa daspartículas e redução do amortecimento da vibração dos frutos de café devido à rigidezadquirida na secagem. O coeficiente de dispersão (Ez) foi determinado pelos modelos daDispersão de Taylor, da Dispersão Livre e da Dispersão Livre Modificado. Para a grandemaioria dos experimentos, o modelo que melhor se ajustou aos dados experimentais (maiorcoeficiente de correlação) foi o Modelo da Dispersão Livre Modificado. O coeficiente dedispersão dos frutos de café variou de 1,31×10-4 a 68,67×10-4 m2/s. O número de Pécletvariou de 1,15 a 31,00.
This document abstract is also available in English.
Bibliographical Information:

Advisor:Jose Romário Limaverde; Alice Teresa Valduga; Javier Telis Romero; Mauro Marques Burjaili; Jose Roberto Delalibera Finzer

School:Universidade Federal de Uberlândia

School Location:Brazil

Source Type:Master's Thesis

Keywords:Secagem Frutos de café Vibração Distribuição do tempo residência Coeficiente dispersão ENGENHARIA QUIMICA Café -

ISBN:

Date of Publication:08/28/2006

© 2009 OpenThesis.org. All Rights Reserved.